Sarney assume Presidência da República após 22 anos

Presidente do Senado fica na posição até sábado. Com viagens oficiais de Dilma Rousseff, Michel Temer e Marco Maia, haverá duas transmissões de cargo em poucas horas

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), terceiro na linha sucessória do país, vai assumir interinamente a presidência da República a partir desta quinta-feira (13). Com viagens oficiais da presidenta Dilma Rousseff, do vice Michel Temer e do presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), caberá ao peemedebista ocupar o principal gabinete do Palácio do Planalto. A transmissão do cargo ocorre 22 anos após Sarney sair da presidência em 1990.

"Esse é um momento histórico, ele [Sarney] assumir duas vezes a presidência da República na sua história, na sua vida", disse o presidente da Câmara durante sessão desta quarta-feira (12). Dilma está em viagem oficial à França e à Rússia desde segunda-feira (10). Temer viaja hoje para Portugal, enquanto Maia irá para o Panamá participar de um congresso. O peemedebista ficará dois dias no cargo.

Ex-presidente do PDS, partido nascido da Arena, que sustentava a ditadura militar no Congresso, Sarney deixou a legenda para entrar na Frente Liberal e ser candidato a vice-presidente de Tancredo Neves. Tancredo, porém, não tomou posse como presidente após ser eleito indiretamente pelo Congresso em 1985. Coube a Sarney conduzir o governo até 1990, quando Fernando Collor de Mello assumiu o cargo depois da primeira eleição direta para presidente em 21 anos.

Saiba mais sobre o Congresso em Foco

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!