Sarney anuncia corte de 500 vagas não ocupadas

Rodolfo Torres


A Mesa Diretora do Senado autorizou nesta quinta-feira (24) o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), a acabar com 500 vagas efetivas que ainda não foram abertas. Elas seriam ocupadas por aprovados em concurso público e se localizariam, na maior parte, na gráfica do Senado. Outras 500 vagas efetivas ainda aguardam preenchimento.


De acordo com o diretor geral da Casa, Haroldo Tajra,a medida é uma forma de a instituição reduzir custos. O ato que oficializa a extinção das vagas deve ser publicado ainda nesta tarde. Segundo Tajra, atualmente o Senado conta com 9.500 funcionário. Desses, apenas 3.337 são efetivos.

O restante é ocupado por comissionados e terceirizados. Contudo, o Senado ainda não tem uma posição sobre como reduzirá o número desses funcionários.

A Mesa Diretora da Casa também aprovou requerimento que autoriza seus membros e os líderes partidários possam remanejar para seus estados dois funcionários de seus gabinetes no Congresso. Dessa forma, a Casa vai arcar com as despesas com passagens aéreas. 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!