Rosso assume candidatura à presidência da Câmara

Deputado do PSD-DF tem o apoio do Centrão e foi presidente da Comissão do Impeachment na Câmara. Rosso nega ligação com Cunha, apesar de ter sido indicado pelo peemebista para o colegiado

O deputado Rogério Rosso (PSD-DF) confirmou nesta segunda-feira (11) que será candidato à Presidência da Casa na eleição marcada para quarta-feira (13). O parlamentar tem o apoio do chamado centrão, formado por PP, PR, PSD, PTB, PROS, PSC, SD, PRB, PEN, PTN, PHS e PSL. Rosso ficou carimbado como o candidato do ex-presidente Eduardo Cunha (PMDB-DF) após ser escolhido pelo peemdebista como presidente da Comissão do Impeachment na Câmara. De forma categórica, ele nega a ligação com Cunha.

Rosso, que a princípio não se declarava candidato, disse que registrou a candidatura "não por vontade própria, mas de um conjunto de parlamentares" que entendem que ele é o perfil que a Casa necessita. O parlamentar afirma que tomou a decisão “após um longo final de semana de conversas, entendimentos e percepções”, mas alertou ainda vai avaliar as regras a serem estabelecidas para a eleição.

As regras da disputa serão definidas na tarde desta segunda-feira. A princípio, a sessão para escolher o novo presidente está marcada para quarta-feira às 19h. Alguns deputados, porém, defendem que o pleito comece às 17 horas, para evitar que o processo se alongue.

Mais sobre Eduardo Cunha

Mais sobre eleição da Mesa

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!