Romário volta ao PSB como presidente regional

Após negociar com diversos partidos, Romário retorna ao seu partido de origem. Promessas de mais espaço e a presidência da legenda no Rio convenceram o ex-jogador a aderir novamente ao PSB

A poucos dias do prazo final para filiação a tempo de disputar as próximas eleições, o deputado Romário (RJ)  surpreendeu ao anunciar ontem (26) sua volta ao PSB, dois meses depois de ter deixado a legenda. Ele chegou a negociar a filiação ao PR, do deputado Anthony Garotinho (RJ), e ao recém-criado PROS. No entanto, sob a promessa de que se tornaria presidente do PSB no Rio, Romário retornou ao partido.

O anúncio oficial foi feito na noite de ontem, em Brasília, pelo presidente nacional, Eduardo Campos, governador de Pernambuco. Segundo Romário, sua primeira ação no cargo será propor a saída da legenda da base de apoio do governador Sérgio cabral (PMDB). Na esfera federal, o partido entregou na semana passada os cargos que mantinha no governo Dilma Rousseff, em mais um passo de Campos para disputar a eleição presidencial de 2013. A exemplo do que ocorreu com o governo Dilma, Romário também quer que o PSB deixe todos os postos que ocupa na gestão Cabral.

Romário havia deixado o PSB por causa de incompatibilidades, segundo declarou na época. Ele se queixava da falta de espaço para alçar voos mais altos no próximo ano, como disputar uma cadeira no Senado ou concorrer ao governo do Rio.
O ex-presidente regional da legenda Alexandre Cardoso, atual prefeito de Duque de Caxias (RJ), foi afastado do posto porque o partido considerou que ele estaria atuando em favor dos governos Dilma e Cabral. O caso chegou a ser levado à comissão de ética da sigla pelo deputado Glauber  Braga (PSB-RJ).
Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!