Romário vai à Suíça e mostra ‘documento falso’ de reportagem

Em Genebra, senador obtém extrato bancário e, junto a fotos em que aparece sorridentemente diante de paisagem suíça, avisa no Facebook: “Aqueles que devem, podem começar a contar as moedinhas, porque a conta vai chegar de todas as formas”

O senador Romário (PSB-RJ) voltou a contestar, nesta quarta-feira (29), reportagem da última edição da revista Veja segundo a qual o “Baixinho” possui conta milionária no exterior. Segundo a reportagem, Romário seria o titular de uma conta bancária no banco suíço BSI, com 2,1 milhões de francos em caixa, o equivalente a R$ 7,5 milhões. Ainda segundo a publicação, a “pequena fortuna” não foi declarada à Justiça Eleitoral.

Depois de ter ironizado a reportagem no último sábado (25), dizendo-se feliz por ter “descoberto” a dinheirama, Romário recorre ao seu perfil no Facebook e lá registra uma imagem de um extrato do BSI em seu nome, no que seria a comprovação de que a reportagem está errada. O parlamentar sobrepõe à imagem a palavra “falso” carimbada.

“Acabei de descobrir aqui em Genebra, na Suíça, que não sou dono dos R$ 7,5 milhões. Aguardem mais informações... Agora, aqueles que devem, podem começar a contar as moedinhas, porque a conta vai chegar de todas as formas”, avisou o senador, indicando que processará os repórteres e demais responsáveis pela publicação da matéria.

A estes, aliás, Romário volta a fazer menção em outro registro no Facebook. Quatro horas depois da primeira postagem feita nesta quarta-feira (29), o senador se dirige aos profissionais de imprensa e volta a ironizar o trabalho de Veja, ao perguntar sobre “notícias” dos jornalistas. No primeiro texto, ele já havia brincado com a situação ao ser dizer “chateado” com a descoberta.

“Alguém aí tem notícias dos repórteres da revista Veja Thiago Prado e Leslie Leitão, que assinaram a matéria afirmando que tenho R$ 7,5 milhões não declarados na Suíça? E do diretor de redação Eurípedes Alcântara? Dos redatores-chefes Lauro Jardim, Fábio Altman, Policarpo Junior e Thaís Oyama? Gostaria que eles explicassem como conseguiram este documento falso”, escreveu, junto à foto em que aparece de braços abertos diante de uma paisagem de Genebra.

Reprodução/Facebook
A matéria de Veja diz que a aplicação do dinheiro que seria de Romário foi feita em 2013. Essa afirmação também já havia sido questionada, no último sábado (25), pelo ex-jogador de futebol no Facebook: “Certeza que eu não fiz nenhuma aplicação no período recente. Também não recebi nenhuma notificação do Ministério Público a respeito. Mas como se trata da revista Veja, se a informação estiver errada, não será uma surpresa”, escreveu o parlamentar.

Veja a postagem de Romário na íntegra:

“Galera, bom dia!

Chateado!

Acabei de descobrir aqui em Genebra, na Suíça, que não sou dono dos R$ 7,5 milhões.Aguardem mais informações...Agora, aqueles que devem, podem começar a contar as moedinhas, porque a conta vai chegar de todas as formas.

Eu não finjo ser decente, não faço de conta ser sério e pareço ser correto. Eu sou!!!”

Mais informações sobre Romário

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!