Rojões são disparados contra acampamento pró-Lula em Curitiba

Barraca de lona foi incendiada e duas pessoas ficaram feridas. Militantes do MST acusam grupos de direita da capital paranaense de estar por trás de ataque, ocorrido no início da madrugada. Veja os disparos em vídeo

Rojões disparados contra o acampamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), ao lado da Rodoferroviária de Curitiba, feriram duas pessoas nesta madrugada. Os fogos atingiram uma barraca de lona, que ficou em chamas. Duas pessoas que estavam nela ficaram feridas. Houve correria. Segundo informações de manifestantes, os feridos foram socorridos e passam bem. Os disparos foram feitos por volta de 1 hora. Ainda não se sabe quem foram os autores. Os militantes acusaram grupos ligados à direita paranaense.

Veja o vídeo:

Os manifestantes fazem parte da chamada “Jornada pela Democracia”, organizadora por defensores do ex-presidente Lula. Milhares de apoiadores do petista se dirigiram a Curitiba, de todas as partes do país, para acompanhar o depoimento dele ao juiz Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, marcado para esta quarta-feira (10). O ex-presidente será ouvido no processo que apura a denúncia de que ele recebeu e ocultou a propriedade de um apartamento triplex, no Guarujá (SP), da OAS. Os investigadores o acusam de ter recebido o imóvel como pagamento de propina por contratos da empreiteira com a Petrobras.

Em última tentativa de adiar depoimento, defesa de Lula recorre ao STJ

Justiça do Paraná nega habeas corpus a Lula mantém depoimento a Moro nesta quarta-feira

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!