Revoltados Online: boneco de Lula fará ‘turnê’ nos EUA e na Europa

Grupo que pede o impeachment de Dilma planeja levar boneco inflável que remete ao ex-presidente Lula como presidiário para protestos contra o governo no exterior

Principal símbolo das últimas manifestações de rua contra o governo, o boneco inflável de 13 metros de altura que remete ao ex-presidente Lula fará uma “turnê” pela Europa e pelos Estados Unidos. A informação é do líder do grupo Revoltados Online, Marcello Reis, “pai” da alegoria batizada de “Pixuleco”. Utilizado pela primeira vez nos protestos de 16 de agosto, em Brasília, o boneco retrata o ex-presidente como um presidiário que carrega no peito o número 13.171 (em referência ao PT e ao artigo do Código Penal que tipifica o estelionato), acorrentado a uma bola denominada “Operação Lava Jato”, em alusão à investigação do esquema de corrupção na Petrobras.

Desde a semana passada, o grupo anti-Dilma começou a confecção de outro boneco que deve custar em torno de R$ 12 mil. A ideia é que uma dessas alegorias fique no Brasil para ser utilizada em outros protestos contra o governo. O outro exemplar será despachado para os Estados Unidos e a Europa, onde deve figurar em protestos contra Dilma promovidos por brasileiros que vivem no exterior. “Temos representantes fora do país que também querem mostrar ao mundo a nossa revolta com o governo. Também estamos pensando em escrever um texto em inglês sobre corrupção para que ele seja distribuído nestas manifestações”, afirmou Marcello ao Congresso em Foco.

As mobilizações no exterior devem ser realizadas entre outubro e novembro. O novo boneco deve ficar pronto no fim deste mês. Somente para levá-lo para outros países, o coordenador do Revoltados Online acredita que deve gastar em torno de R$ 3 mil devido ao peso: 100 kg quando esvaziado. Com ar, o boneca chega a pesar 300 kg. Por enquanto, não há previsão de exportar a boneca que remete à presidente Dilma Rousseff com um nariz de Pinóquio, apelidada de “Pixuleca” e levada para as manifestações de 7 de setembro.

No último mês, o Pixuleco virou febre entre os manifestantes contra o governo. Foi usado em protestos em São Paulo, Curitiba e Brasília, inclusive na última segunda-feira (7). Na capital federal e na paulista, o boneco foi esfaqueado por militantes favoráveis ao governo, de acordo com o Revoltados Online. A ideia do grupo, que defende o impeachment da presidente Dilma, é levar a alegoria a todas as capitais do país. “Pixuleco” era o termo utilizado pelo ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto para cobrar o pagamento de propina, de acordo com os investigadores da Lava Jato.

Segundo Marcello Reis, pelo menos 3 mil pessoas já pediram autorização para confeccionar réplicas do “Pixuleco”. “Mas não fizemos porque o dinheiro teria que ir para a minha conta e aí o ‘povo do PT’ pode alegar que eu estaria lucrando com isso”, disse o militante.

Para os protestos do Dia da Independência, foram confeccionados cerca de 600 “Pixulequinhos”. Cada um foi vendido ao preço de R$ 10. Segundo Marcello Reis, cerca de 10 mil militantes contrários ao governo também encomendaram bonecos em versão miniatura. Eles serão distribuídos como “suvenir” pela compra das camisas do grupo, vendidas a R$ 100. “Não gosto de camisa de R$ 10, por isso nossas camisas são desse preço”, disse o militante.

Mais sobre protestos

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!