Reunião entre Macron e governadores não está confirmada, diz embaixada

A Embaixada da França esclareceu ao Congresso em Foco que ainda não há uma decisão do governo francês sobre um possível encontro entre o presidente daquele país, Emmanuel Macron, e governadores dos estados localizados na região amazônica. A embaixada confirma que recebeu o pedido para a reunião, apresentado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) ao ministro conselheiro Gilles Pecassou, mas que o tema se encontra em análise.

 

Foi o senador Randolfe quem anunciou que Macron estaria à disposição para receber os governantes da região. Os governadores declararam publicamente seu interesse em receber a ajuda de US$ 20 milhões oferecida pelo G-7, grupo dos sete países mais ricos do mundo, depois de o presidente Jair Bolsonaro ter desdenhado a oferta. Primeiro, Bolsonaro recusou o dinheiro. Posteriormente, afirmou que só aceitaria após um pedido de desculpas de Macron. Os recursos seriam destinados ao combate ao desmatamento na Amazônia.
 
Bem antes da crise diplomática com a França, Bolsonaro vinha sendo apontado por ambientalistas como "exterminador do futuro sustentável", em razão de uma série de atos que fragilizaram os órgãos ambientais e as políticas de preservação do meio ambiente. 

 
Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!