Resultado já! Assine o abaixo-assinado!

Clique aqui para assinar o manifesto pela imediata manifestação do Supremo Tribunal Federal! 

Numa situação de completo absurdo, o Brasil foi às urnas no último domingo (3) sem saber claramente quais eram as regras das eleições.Após um empate em 5 a 5 no julgamento de recurso do ex-governador Joaquim Roriz, o Supremo Tribunal Federal simplesmente omitiu-se de decidir se a lei, que torna inelegíveis os candidatos que foram condenados por um tribunal colegiado ou que renunciaram de seus mandatos para não serem cassados.

Editorial: STF tem de definir já regra eleitoral

O resultado dessa omissão são eleições com resultado incerto em vários estados. No Pará, há o risco de se ter de fazer um novo pleito para escolher os senadores, porque dois dos três candidatos mais votados estão neste momento com suas candidaturas sub judice. Também dependem do julgamento do STF as composições finais das bancadas de pelo menos sete estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Santa Catarina, Mato Grosso, Rondônia e Amapá.


Se você, como nós, acha absurdo esse limbo para o qual o STF enviou por enquanto as eleições brasileiras, assine o abaixo-assinado e peça ao Supremo que julgue logo a questão. A democracia brasileira não pode continuar convivendo com tal incerteza, com tamanha insegurança.
 
Clique aqui para assinar o manifesto pela imediata manifestação do Supremo Tribunal Federal! 


PARA SE INFORMAR MAIS, leia:


Uma eleição sem resultado, e não se sabe até quando


Eleição de deputado pode se definir só em dezembro

Supremo decide não decidir sobre ficha limpa 

Supremo arquiva recurso de Roriz contra Lei da Ficha Limpa

Os resultados (provisórios) das eleições de 3 de outubro
 
Ajude a limpar a política

Para limpar a política, é preciso separar o joio do trigo. Ajude a identificar os melhores parlamentares do país! Participe do Prêmio Congresso em Foco 2010!

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!