Renan diz que devolverá valor gasto em voo para implante capilar

Presidente do Senado viajou em avião da FAB até Recife, onde implantou 10 mil fios de cabelo e corrigiu as pálpebras. Valor a ser ressarcido pelo senador ainda será calculado

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), informou ontem (23) que vai devolver aos cofres públicos os gastos da viagem que fez em avião da Força Aérea Brasileira (FAB) na quarta-feira passada. Renan voou de Brasília para Recife, onde fez cirurgias para implantar 10 mil fios de cabelo e corrigir as pálpebras, conforme revelou no sábado a Folha de S. Paulo. Na capital pernambucana, não constava qualquer compromisso oficial na agenda do presidente do Senado.

Ontem Renan enviou uma consulta ao Comando da Aeronáutica para saber se havia cometido alguma irregularidade no uso do jatinho. A Aeronáutica informou que não entraria no “mérito” da viagem e que se limita a fornecer a aeronave solicitada pelas autoridades. O valor a ser ressarcido ainda será calculado.

De acordo com o decreto presidencial 4.244/2002, as autoridades brasileiras só podem utilizar aeronaves da FAB em três circunstâncias: por motivo de segurança e emergência médica, em viagens de serviço ou no deslocamento para sua cidade de residência fixa. Renan mora em Maceió.

Esta não é a primeira vez que o peemedebista utiliza avião da FAB fora dos três quesitos do decreto presidencial. Em julho, ele utilizou um jatinho da Força Aérea para viajar até Trancoso (BA), onde acompanhou o casamento da filha do líder do PMDB no Senado, Eduardo Braga (AM). Após resistência inicial, o senador resolveu pagar R$ 32 mil pelo uso da aeronave após pressão de colegas.

Leia mais sobre Renan Calheiros

Nosso jornalismo precisa da sua assinatura

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!