Renan anuncia criação de CPI; governistas pedem impugnação

Renan Calheiros afirmou que a mesa diretora do Senado vai responder à questão de ordem na sessão de amanhã

O requerimento de criação da CPI da Petrobras, para investigação de denúncias de irregularidades na estatal, foi lido nesta terça-feira (1º) no plenário do Senado. O presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou que o documento tem número suficiente de assinaturas e que a comissão vai ser instalada.

 

 

No entanto, após a leitura do requerimento, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) apresentou questão de ordem à mesa diretora do Senado pedindo a impugnação da comissão. Ela alegou que o pedido da criação da CPI, formulado pela oposição, não tem "fato determinado", obrigatório para uma comissão de inquérito ser instalada.

O líder do PSDB, Aloysio Nunes Ferreira (SP), rebateu citando que outras CPIs já ocorreram com base em fatores semelhantes aos apresentados no requerimento lido hoje. Ele observou que é prerrogativa do Congresso fazer a investigação parlamentar diante das graves denúncias de irregularidades na empresa, que tem como principal acionista a União.

Renan disse que a mesa diretora responderá à questão de ordem na sessão de amanhã (2). (Com Agência Brasil)

Leia mais sobre Petrobras

Nosso jornalismo precisa da sua assinatura


Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!