Relator do orçamento quer corte de R$ 10 bi do Bolsa Família

Ele acredita que a medida vai equilibrar as contas e evitar uma deterioração maior do mercado de trabalho, mesmo que alguns beneficiados percam o direito

O deputado Ricardo Barros (PP-PR), que é relator do projeto de Orçamento de 2016, disse nesta terça-feira (20) que recomendará um corte de R$ 10 bilhões dos R$ 28,8 bi previstos para o Bolsa Família no ano que vem. Isso equivale a uma redução de 35% no principal programa de transferência de renda do governo.

Barros pretende impedir o ingresso de novos beneficiários, usando o mesmo cálculo do governo, que reduziu os recursos destinados aos programas Ciência sem Fronteiras, Minha Casa, Minha Vida e Pronatec. “O recurso será usado só para o que já está contratado, sem novos ingressos”.

O parlamentar acredita que a medida vai equilibrar as contas públicas e impedir uma deterioração maior do mercado de trabalho, mesmo que alguns beneficiados percam o direito. “Bolsa família é para complementação da renda familiar média. 72% dos que recebem trabalham. É melhor manter o emprego ou manter o benefício? Se ele ganha mais no trabalho, vamos equilibrar as contas públicas para que as oportunidades de emprego não sejam suprimidas”, justifica.

Com informações do Valor Econômico


Mais sobre crise econômica

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!