Relator de denúncia afirma que Temer foi vítima de Joesley

 

O deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), relator da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), afirmou que o peemedebista foi vítima de uma conspiração que visava derrubá-lo.

<< Relator tucano pode fazer “cabeças pretas” do PSDB votarem com Temer, diz vice-líder do governo

A declaração foi dada ao jornal O Globo. “O presidente Temer foi vítima desse homem da JBS. Esse Joesley conseguiu, através de meios não muito sérios, entrar no palácio. Vai conversar com o presidente e leva um gravador escondido? Isso é um fato da maior gravidade, e ele deve ser processado”, afirmou o deputado à reportagem do jornal.

Na primeira denúncia contra Temer, o tucano votou contra o prosseguimento da ação, justificando ser “a favor das instituições e do progresso do Brasil”.

Pressão

Parte da bancada da sigla tem feito pressão para que Bonifácio renuncie à relatoria, o que ele já afirmou que não fará.

A escolha de Andrada desagradou os líderes tucanos no Congresso. Eles acreditam que isso pode ajudar a piorar a cisão no partido, que se divide entre apoiar ou não o governo desde o início da crise da JBS. A bancada do PSDB na Câmara se reunirá na terça-feira (3) para discutir a denúncia.

Ricardo Trípoli (SP), líder do partido na Câmara, havia pedido que o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), não escolhesse um deputado tucano para a relatoria da segunda denúncia.

Na primeira vez que Temer foi denunciado, o parecer que barrou o prosseguimento da ação e adiou para 2019 o processo por corrupção passiva contra o peemedebista foi de autoria do deputado Paulo Abi-Ackel, também tucano de Minas Gerais.

<< Fazenda cobra R$ 30 milhões de relator de denúncia contra Temer

<< De pai para filho: família que está há 196 anos no Congresso prepara dois sucessores

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!