Reforma política deve ser votada no final de maio, diz jornal

Segundo o jornal O Globo, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, vai iniciar a votação mesmo sem acordo sobre as mudanças mais profundas no sistema político como o financiamento das campanhas eleitorais

A votação da reforma política na Câmara deve ser iniciada no final de maio, segundo informa o jornal O Globo deste domingo (26). Segundo o jornal, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), vai iniciar a votação mesmo sem acordo sobre as mudanças mais profundas no sistema político como o financiamento das campanhas eleitorais.

Membros da comissão ouvidos pelo jornal apontam que existe acordo somente em temais acessórios, como o fim das coligações partidárias para eleições proporcionais (pleitos de deputados e vereadores), por exemplo. “O cenário de impasse em relação aos temas a serem votados tem semelhança com outros momentos em que a Casa tentou votar a reforma política, sem sucesso”, informa o jornal. "Dessa vez, no entanto, a determinação de Cunha tem sido apontada como diferencial capaz de impulsionar a votação", complementa O Globo.

Uma das mudanças que estão sendo articuladas no texto da reforma política na Câmara é a previsão legal das doações por empresas privadas às campanhas eleitorais. A intenção de Cunha é votar isso antes da análise de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) no Supremo Tribunal Federal (STF) que trata sobre o tema. A ADI está no STF desde abril do ano passado.

Confira a reportagem na íntegra

Saia mais sobre reforma política

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!