Raupp pede licença do Senado e suplente toma posse

Senador sai para se dedicar às eleições municipais e retorna ao Senado em novembro. PMDB pretende conquistar seis capitais

Presidente nacional do PMDB, o senador Valdir Raupp (RO) pediu licença do cargo nesta terça-feira (17) para se dedicar ao partido durante o período de campanha para as eleições municipais. O senador será substituído pelo suplente Tomás Guilherme Correia até 14 de novembro, que tomou posse como titular no início da noite.

Outros destaques de hoje no Congresso em Foco

Tomás é promotor aposentado e, durante a posse, afirmou que irá “honrar os interesses de Rondônia”. Raupp não receberá pelo período em que estará longe do Parlamento. Ele também não terá mais direito a passagens aéreas.

O PMDB disputará as eleições municipais em 12 capitais, e pelas estimativas de Raupp, deverá sair vencedor em pelo menos seis. O senador disse ainda que a meta do partido é eleger candidatos em 1.200 municípios, sendo que 600 disputam a reeleição. Para Raupp o cenário é animador. Ainda segundo Raupp, o partido só deverá lançar candidato próprio à Presidência da República em 2018. Ele afirmou que “vê a reedição da aliança PT e PMDB” em 2014.

O presidente do PMDB afirmou ainda, que a legenda negocia a fusão com mais seis siglas, mas não adiantou quais seriam. Ele garantiu que as discussões estão avançadas e o processo pode ser concluído ainda em 2013. Segundo Raupp a medida visa fortalecer os partidos brasileiros, já que o grande número de siglas existentes “criam uma torre de babel”.

Conheça o Congresso em Foco (2 minutos em vídeo)

Continuar lendo