PT votará a favor das mudanças no seguro-desemprego e pensão por morte

Durante a tarde, o ministro da Previdência, Carlos Eduardo Gabas, fez uma peregrinação pela Câmara pedindo apoio à aprovação das duas medidas provisórias que dificultam o acesso a benefícios como o seguro-desemprego e a pensão por morte

Depois de um dia inteiro de negociações, a bancada do PT decidiu que vai votar a favor das duas medidas provisórias do ajuste fiscal que alteram a legislação tributária e previdenciária (664/14 e 665/14). A decisão foi anunciada no início da noite desta terça-feira (5) pelo líder do governo na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), após reunião dos integrantes da bancada com os ministros Carlos Eduardo Gabas (Previdência) e Miguel Rossetto (Secretaria-Geral da Presidência da República).

Guimarães disse que o PDT é o único partido da base que, até o momento, anunciou que vai votar contra as MPs.

Durante a tarde, o ministro da Previdência, Carlos Eduardo Gabas, fez uma peregrinação pela Câmara pedindo apoio à aprovação das duas medidas provisórias. Ele disse que estava confiante na aprovação das medidas provisórias de ajuste fiscal que dificultam o acesso a benefícios como o seguro-desemprego e a pensão por morte.

A medida provisória do seguro-desemprego (665/14) já tranca a pauta de votações. Já a MP da pensão por morte (664/14) foi aprovada pela comissão mista e também começará a trancar as votações, assim que chegar ao Plenário.

Com informações da Agência Câmara

Saiba mais sobre a crise na base

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!