Psol lança Chico Alencar para a presidência da Câmara

Candidatura busca marcar posição no Legislativo pelo resgate da ética na política e a defesa de uma pauta na defesa dos trabalhadores. Nome de Chico se junta na disputa a Eduardo Cunha, Arlindo Chinaglia e Júlio Delgado

Pela terceira vez consecutiva, o Psol vai lançar o deputado Chico Alencar (RJ) como candidato à presidência da Câmara. Desta forma, a disputa pelo principal cargo da Mesa Diretora passa a ter quatro nomes. Além de Chico, também estão no páreo Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Arlindo Chinaglia (PT-SP) e Júlio Delgado (PSB-MG). A decisão foi tomada na noite desta quinta-feira (22).

"O PSOL avalia que uma candidatura à presidência da Câmara precisa estar em sintonia com as demandas mais sentidas da população – qualidade na saúde, na educação, no transporte público e na garantia de uma vida digna. No entanto, o cidadão se vê ameaçado em seus direitos e é levado à crescente descrença na institucionalidade política – percebida como espaço de negociatas e promoção patrimonialista, fisiológica e individualista", diz o partido em nota distribuída à imprensa.

Na nota, Chico diz que o partido quer aliar a representação partidária com a participação direta da população no Legislativo. "Acreditamos que muitos parlamentares, pensando mais nos anônimos que os elegeram do que nos poderosos que eventualmente os financiaram, possam ser sensíveis à nossa plataforma de resgate da representação e em defesa de uma pauta progressista", disse.

O deputado fluminense foi o candidato do partido em outras duas oportunidades. Em 2013, quando Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) levou a disputa, ele teve 11 votos. Já em 2011, foi escolhido por 16 integrantes da Câmara. Na oportunidade, Marco Maia (PT-RS) foi conduzido ao principal posto da Mesa Diretora pela vontade de 365 membros da Casa.

Mais sobre a eleição da Mesa

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!