Psol escolhe Luciana Genro para disputar presidência da República

Vice será o professor Jorge Paz. Randolfe abandonou pré-candidatura por causa de mau desempenho nas pesquisas e problemas no partido

A ex-deputada Luciana Genro será a candidata do PSOL para a Presidência da República. Neste domingo (22), convenção do partido a escolheu para disputar o pleito contra Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB). Nas últimas eleições presidenciais, ela tentou se reeleger deputada federal pelo Rio Grande do Sul, mas, apesar dos  129 mil votos, não teve sucesso. Por deficiências na coligação, e não em sua expressiva votação, ela foi a candidata não-eleita que mais conseguiu votos em todo o país.

O vice de Luciana Genro será o professor Jorge Paz. De início, o candidato do PSOL seria o senador Randolfe Rodrigues (AP). Mas ele estava incomodado com  a baixa pontuação nas pesquisas e com a falta de apoio dentro de seu próprio partido. Na semana passada, Randolfe oficializou a saída. Sua vice na pré-candidatura era Luciana Genro, mas Randolfe sugeriu outro nome para sucedê-lo na empreitada: o deputado estadual do Rio de Janeiro Marcelo Freixo.

Ainda assim, Luciana foi escolhida hoje. Filha do ex-ministro e governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), ela foi deputada estadual duas vezes e federal, outras duas. Por causa do parentesco com o pai, o único cargo que poderia disputar este ano é a Presidência da República.

Assim como a maioria dos militantes do PSOL, Luciana Genro foi do PT até 2003, quando uma ala dos petistas discordou da reforma da Previdência proposta pelo governo Lula e acabou isolada. Junto com Luciana, saíram nomes como Heloísa Helena (AL), Chico Alencar (RJ), Babá (PA)  e Maninha (DF).

Mais sobre eleições

Nosso jornalismo precisa da sua assinatura

Continuar lendo