PSD entra com representação contra Garotinho

Deputados do partido querem abertura de processo disciplinar contra o líder do PR por causa de declarações dadas durante a votação da MP dos Portos. Caso será remetido a Corregedoria da Câmara

As declarações do líder do PR na Câmara, Anthony Garotinho, durante a votação da Medida Provisória 595/12, MP dos Portos, podem render um processo na Corregedoria da Casa por quebra de decoro parlamentar. É isso que quer a bancada do PSD, que apresentou nesta quinta-feira (23) um requerimento para a instauração de processo disciplinar contra Garotinho.

"Foi uma conduta ofensiva à honra dos parlamentares. O PSD não tem nada a temer e votou a MP dos Portos pensando na modernização da infraestrutura do país. Não vamos compactuar com este tipo de comportamento que afeta a imagem de todos os deputados", afirmou o líder do PSD, Eduardo Sciarra (PR).

Há duas semanas, Garotinho subiu à tribuna para questionar a emenda aglutinativa apresentada pelo líder do PMDB, Eduardo Cunha (RJ), seu desafeto político, durante a discussão da MP dos Portos. “Não votarei nessa emenda aglutinativa. Essa emenda aglutinativa deveria ter outro nome, outro nome. Esta MP não é dos portos, é dos porcos. Essa MP não está cheirando mal não, como disse alguém aqui. [Ela] É podre”, disparou.

Este é o segundo pedido de investigação contra Garotinho. Na semana passada, líderes da oposição entregaram um pedido ao corregedor da Câmara, Átila Lins (PSD-AM), pedindo uma sindicância para saber se as declarações do deputado fluminense configuraram "eventual quebra da ordem e da disciplina na Câmara dos Deputados, e até quebra do decoro”. Para eles, as falas deixaram a MP dos Portos sob suspeita.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!