Estamos mudando o site. Participe enviando seus comentários por aqui.

Protesto de caminhoneiros deixa aeroporto de Brasília sem combustível; três voos foram cancelados

 

Sob o impacto dos protestos de caminhoneiros em todo o país contra a alta do preço de combustíveis, o Aeroporto Internacional Juscelino Kubitscheck, em Brasília, deixou de ser abastecido com o querosene de aviação, retido  em rodovias interditadas no entorno do Distrito Federal. A situação fez a empresa concessionária Inframerica decidir contingenciar o combustível estocado no aeroporto.

A Inframerica, administradora do espaço, chegou a dizer que três voos que vinham para o Aeroporto de Brasília, na tarde desta terça-feira (22), haviam sido cancelados por falta do produto. No entanto, já no fim da tarde, mudou a versão e afirmou que o cancelamento dos voos foram realizados devido ao mau tempo. A TAM e a Avianca cancelaram, respectivamente, dois e um voo que partiriam de Guarulhos e fariam escalas na capital federal.

<< Petrobras anuncia novo aumento para o diesel e a gasolina. Adivinhe quem vai pagar a conta?

Por meio de nota, a Inframerica aconselhou os viajantes a consultar as empresas aéreas sobre a situação dos voos. A empresa também garantiu que todos os protocolos operacionais e de segurança estão sendo seguidos para evitar problemas e amenizar as adversidades.

Desde ontem (21), os caminhoneiros começaram o movimento de paralisação por tempo indeterminado e bloqueiam rodovias em vários estados. Além de cobrar a redução no valor do diesel, eles também pedem isenção de tributos como forma de baratear o preço dos fretes. No fim de semana, a Justiça Federal no Paraná proibiu que caminhoneiros bloqueiem qualquer rodovia federal que cruze o estado, sob pena de multa de R$ 100 mil por hora em caso de descumprimento da medida. A decisão é do juiz Marcos Josegrei da Silva.

A Associação Brasileira de Caminhoneiros (ABCam), que apoia o protesto, reivindica a isenção de PIS, Cofins e Cide sobre o óleo diesel utilizado por transportadores autônomos. A associação também propõe medidas de subsídio à aquisição de óleo diesel, que poderia ser dar por meio de um sistema ou pela criação de um Fundo de Amparo ao Transportador Autônomo.

<< Caminhoneiros protestam contra preço do diesel e pedem isenção de tributos

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!