Estamos mudando o site. Participe enviando seus comentários por aqui.

Procuradores da Lava Jato consideram Temer como inimigo do Ministério Público, diz Mônica Bergamo

Procuradores avaliam que governo Temer tem patrocinado medidas em tramitação no Congresso que podem cercear suas atuações, como a proposta do abuso de autoridade

Procuradores que atuam na força tarefa da Operação Lava Jato consideram que o presidente Michel Temer é, hoje, o principal adversários do Ministério Público. A informação é da coluna Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo.

De acordo com a colunista, os procuradores consideram que propostas como a do abuso de autoridade e outras que estão em tramitação no Congresso Nacional e que poderiam cercear diretamente o trabalho do MP têm apoio do governo por trás. Para eles, se o Planalto não endossasse as medidas, os deputados e senadores não avançariam com elas.

Um dos ouvidos pela colunista afirmou que "o que eles puderem fazer para derreter o governo, será feito". Uma das medidas a serem tomadas por eles será anexar os depoimentos de delatores da Odebrecht à ação do Tribunal Superior Eleitoral que investiga irregularidades na arrecadação de recursos da chapa Dilma Rousseff e Michel Temer na campanha de 2014. Os peemedebistas queriam que a Corte desmontasse a chapa e a analisasse individualmente as contas do PT e do PMDB mas isso não deverá acontecer. Caso a chapa seja condenada, Temer pode ter seu mandato cassado.

Segundo a coluna, o próprio Ministério Público deverá apresentar o conteúdo das delação ao TSE depois que elas forem homologadas pelo Supremo Tribunal Federal.

Leia a íntegra da reportagem.

Continuar lendo