Processo contra Jaqueline correrá à sua revelia

Mário Coelho


A deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF) será notificada pelo Diário Oficial da Câmara do processo instaurado na Corregedoria da Casa para investigar o uso de caixa 2 na campanha de 2006. A notificação deve sair na segunda-feira (21). No início do mês, foi divulgado um vídeo em que ela aparece junto com o marido, Manoel Neto, recebendo dinheiro de propina das mãos de Durval Barbosa, delator do esquema que resultou na Operação Caixa de Pandora.


No total, a Corregedoria tentou notificar Jaqueline três vezes em sua residência no Setor de Mansões Park Way, área nobre do Distrito Federal. Como os integrantes do órgão receberam a mesma resposta - que ela está viajando -, a notificação não foi entregue. Desta maneira, a partir de segunda-feira começa a contar o prazo para a parlamentar entregar sua defesa ao corregedor Eduardo da Fonte (PP-PE). Ela terá cinco dias úteis para apresentar sua versão. O prazo termina em 28 de março.


Na segunda-feira (14), Jaqueline se pronunciou pela primeira vez sobre o caso, que veio à tona em 4 de março. Em nota distribuída à imprensa, a deputada admitiu que houve caixa 2 na sua campanha a deputada distrital em 2006. A parlamentar, filha do ex-governador do Distrito Federal Joaquim Roriz, disse que esteve "algumas vezes" no escritório de Durval, "a pedido dele", para receber recursos financeiros. No vídeo, Jaqueline apareceu recebendo R$ 50 mil, "que não foram devidamente contabilizados na prestação de contas". Ela ainda pediu licença de cinco dias do mandato.

No mesmo dia, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa determinou a abertura de inquérito contra a deputada. O pedido de investigação foi feito pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel. No pedido, o chefe do Ministério Públic requereu a realização de perícia no vídeo e a tomada de depoimento da parlamentar. Os dois pedidos da PGR foram aceitos. Ele ainda vai analisar uma petição feita pelos advogados de Jaqueline. A defesa quer ter acesso às imagens após a perícia. A petição ainda não foi analisada, de acordo com a assessoria da corte.

Leia mais:

Psol homologa novo pedido de cassação de Jaqueline


Deputado defende convocação de Durval Barbosa


Conselho de Ética elege novo presidente

Conselho de Ética deve instalar-se na próxima quarta

Jaqueline Roriz pede acesso ao vídeo da propina 

Jaqueline deixa comissão da reforma política 

Corregedor diz acompanhar caso Jaqueline Roriz 

Maia quer informações de propina a Jaqueline Roriz

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!