Presidente do BNDES será primeiro convocado de CPI, diz relator

O requerimento para convocação de Luciano Coutinho deve ser votado no primeiro dia de trabalho da comissão investigava, na próxima terça-feira (11)

O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do BNDES, deputado José Rocha (PR-BA), informou há pouco que vai apresentar requerimento ainda hoje para convocar o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, para depor na comissão.

O requerimento deverá ser votado no primeiro dia de trabalho da CPI, na próxima terça-feira (11), às 14h30. Na terça, Rocha também deverá apresentar roteiro de trabalho.

Ele disse que não permitirá o uso político da CPI, nem interferência de outras pessoas nos trabalhos, nem mesmo do presidente da Câmara, Eduardo Cunha.

O presidente da CPI, deputado Marcos Rotta (PMDB-AM), também afirmou que vai trabalhar para que não haja mistura de disputas político-partidárias com o trabalho da CPI. “Vamos trabalhar de forma isenta e imparcial. Não vamos perseguir ou proteger quem quer que seja”, apontou.

Acordo

Já o 2º vice-presidente da CPI, deputado Carlos Zarattini (PT-SP), afirmou que não houve derrota do PT na escolha da relatoria da CPI, mas sim acordo interno no bloco formado no início da legislatura por PT, Pros, PSD e PR. “O PR é partido aliado, que tem tido posições em Plenário muito próximas das do PT. Não existe derrota nisso. Eles fizeram pedido para relatar a CPI e nós atendemos. O nosso representante na relatoria será o deputado José Rocha.”

Até ontem, o líder do PT, deputado Sibá Machado (AC), afirmava que o partido almejava a relatoria da CPI, que acabou ficando com o PR.

Mais informações sobre CPI do BNDES

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!