Presidenciáveis arrecadaram R$ 22 mi para campanhas, diz TSE

Dilma Rousseff, Aécio Neves e Eduardo Campos são os candidatos que mais arrecadaram recursos, segundo primeiro balanço divulgado pelo TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nesta quarta (6) o primeiro balanço das contas apresentadas pelos partidos políticos e candidatos às eleições de outubro. De acordo com o levantamento, oito candidatos à presidência da República arrecadaram R$ 22 milhões em doações de empresas privadas. O total de despesas foi R$ 11,9 milhões.

De acordo com o balanço, quem mais arrecadou foi a presidenta da República Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, com R$ 9,6 milhões, seguida por Aécio Neves (PSDB), com R$ 8,1 milhões, e Eduardo Campos (PSB), R$ 4,07 milhões. Os três são os mais bem colocados nas pesquisas de intenção de voto.

Os candidatos que menos conseguiram recursos foram Luciana Genro (Psol), R$ 96,6 mil; Zé Maria (PSTU), R$ 38,3 mil; Levy Fidelix (PRTB), R$ 31,2 mil; Mauro Iasi (PCB), R$ 16,6 mil e Eymael (PSDC), R$ 15 mil.

Os candidatos Rui Costa Pimenta (PCO), Pastor Everaldo (PSC) e Eduardo Jorge (PV) disseram ao tribunal que suas campanhas não receberam doações. O prazo para entrega da primeira parcial das contas de campanha terminou no último sábado (2).

Os candidatos são obrigados a entregar os dados. Aqueles que tiverem as contas consideradas irregulares pelo TSE ou tribunais regionais podem ser cassados, mesmo após empossados.

 

Mais sobre eleições de 2014

Assine a Revista Congresso em Foco em versão digital ou impressa

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!