Prêmio já soma 800 mil votos. Veja a última parcial antes do término da votação

 

A nove dias do encerramento da votação pela internet, o Prêmio Congresso em Foco 2017 acumula perto de 800 mil votos, registrados por 99.891 pessoas. Nesta quinta-feira (21), publicamos a última parcial da votação.

Conforme determina o regulamento, após essa data será mantida sob sigilo a colocação dos parlamentares a serem premiados, classificação esta que somente será revelada no evento de premiação, a se realizar em Brasília, às 20h30, no dia 19 de outubro.

>> Veja os resultados da última parcial

Os números citados consideram apenas os votos validados, após auditoria interna e fiscalização da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF). Para a votação, foi utilizada a ferramenta Survey Monkey, hoje a mais reconhecida no mundo na área de enquetes digitais.

A votação na internet, iniciada no último dia 1º, prossegue até o próximo dia 30. Se você ainda não votou, vá à página de votação e participe!

Encabeçam as duas categorias gerais (melhores deputados e melhores senadores), na última parcial, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSC-SP) e o senador Magno Malta (PR-ES). O primeiro  lidera com folga, à frente de Jean Wyllys (RJ), Chico Alencar, Luiza Erundina (SP) e Glauber Braga (RJ), todos os três últimos do Psol. No Senado, Magno é seguido por Ana Amélia (PP-RS), Alvaro Dias (Podemos-PR), Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Paulo Paim (PT-RS).

Deputados e senadores disputam, juntos, três categorias especiais. No combate à corrupção e ao crime organizado, as primeiras colocações são ocupadas por Eduardo Bolsonaro, Chico Alencar e Jean Wyllys. Entre os que mais se destacam na defesa da seguridade, de acordo com a votação na internet, estão Jean, Chico e Magno Malta. Já na defesa da agropecuária, os preferidos até o momento são, em ordem decrescente, Chico, Jean e Ana Amélia.

Júri e jornalistas

Além da votação na internet, serão premiados os deputados e senadores mais bem avaliados por jornalistas que cobrem o Congresso e por um júri altamente plural e qualificado.

Profissionais de quase 50 veículos de comunicação participaram da votação da categoria, encerrada no último dia 11. Ao todo 73 jornalistas que cobrem as atividades da Câmara e do Senado ou se dedicam à cobertura política em Brasília foram consultados. Pela primeira vez, a pesquisa foi feita por meio de ferramenta eletrônica, com o envio de um link por e-mail ou celular àqueles que estavam aptos a votar. O sistema garante o anonimato dos votos.

Participam do júri o advogado e consultor empresarial Guilherme Cunha; a auditora de controle externo e ativista de movimentos sociais Lucieni Pereira da Silva; o analista político Antônio Augusto de Queiroz, que acompanha as atividades do Congresso para o movimento sindical; o professor da Universidade de Brasília Ricardo Caldas, e o jornalista Sylvio Costa, fundador do Congresso em Foco.

Como de hábito, somente estão aptos para a votação parlamentares que não respondem a inquéritos ou ações penais no Supremo Tribunal Federal. De acordo com os resultados da votação pela internet, serão premiados 20 deputados e 10 senadores nas categorias gerais (“Melhores Deputados” e “Melhores Senadores) e cinco parlamentares em cada uma das categorias especiais. A decisão do júri determinará a seleção de mais dez deputados e cinco senadores, nas categorias gerais, e cinco parlamentares em cada uma das categorias especiais.

 

<< Outras informações sobre o prêmio

 

Patrocínio:

 

Apoio:

 

Apoio Institucional:

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!