Prêmio estimula a transparência e a democracia, diz Cezar Britto

Edson Sardinha

Um dos convidados especiais que entregarão, no próximo dia 26, o Prêmio Congresso em Foco 2007 aos 41 parlamentares que melhor exerceram o mandato em 2007, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Cezar Britto, diz que a premiação estimula a democracia e aproxima o cidadão do parlamento brasileiro.

“É muito importante premiar aquele que tem ação positiva, demonstrando que é possível fazer da política uma atividade séria, e não mera politicagem. Ao se premiar o que é bom, reconhece-se a existência do mau parlamentar, separando-se o joio do trigo”, afirma o presidente do Conselho Federal da OAB, entidade que tem, em seu histórico, uma série de lutas pela defesa dos direitos humanos e pela redemocratização do país.

Classificando como nocivo à democracia o discurso de que todos os parlamentares são iguais, Cezar diz que é possível identificar as diferenças entre os representantes à luz de duas qualidades fundamentais que todo bom político deve ter: a capacidade de fazer críticas e de fiscalizar.

“Ele também deve ter comprometimento com os valores democráticos e não ser subserviente com aqueles que tornam privado o patrimônio público”, acrescenta.

De acordo com o presidente da OAB, os congressistas brasileiros precisam compreender que têm de prestar contas permanentemente à sociedade, e não apenas no período eleitoral, como costuma acontecer. “Essa obrigação é diária, porque diário é o Brasil”, destaca.

Da mesma forma, observa o advogado, o eleitor precisa ter consciência de que é também seu dever cobrar das autoridades o respeito aos seus direitos. Na avaliação dele, o Legislativo tem ganhou transparência com a consolidação da cobertura jornalística pela internet.

Como exemplo, ele faz referência a levantamentos sobre gastos, votações, assiduidade e processos na Justiça produzidos por este site. “O Congresso em Foco tornou transparente a atuação do parlamentar fazendo com que o soberano povo, na condição de representado, possa ele também fiscalizar o seu representante”, considera.

Banquete da democracia

Mesmo reconhecendo que ainda é preciso democratizar a comunicação no país, Cezar Britto vê já na atual abertura do Legislativo um ganho universal. “A transparência é um alimento que deve ser consumido por todos, pois integra o banquete da democracia”, afirma. “Quando a informação se torna transparente, todos ganham. O povo, porque passa a conhecer seu representante, e o parlamentar, porque ganha um canal de comunicação com a sociedade”, completa.

Aos 44 anos, Cezar Britto é o mais jovem presidente da história do Conselho Federal da OAB. Com perfil considerado progressista, o advogado trabalhista tem defendido a aproximação da entidade com os movimentos sociais. Sobrinho do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Carlos Ayres Britto, ele dedicou boa parte de sua carreira à defesa de sindicatos e organizações não-governamentais.

Votação até domingo

Cezar estará presente na churrascaria Porcão, em Brasília, no próximo dia 26 para a entrega do Prêmio Congresso em 2007 a um dos parlamentares escolhidos pelo leitor do Congresso em Foco. A OAB também apoiou a premiação no ano passado, por meio de seu então presidente, Antonio Busato. O internauta tem até o próximo domingo (18) para votar. Para participar da escolha dos melhores parlamentares de 2007, clique aqui.

Todos os 41 congressistas pré-selecionados por meio de votação da qual participaram 188 jornalistas que cobrem o Congresso serão premiados. Veja os resultados da escolha dos jornalistas na Câmara e no Senado.

Serão homenageados também os deputados e senadores mais assíduos neste ano. O Prêmio Congresso em Foco 2007 é patrocinado pela Petrobras e pela Brasil Telecom, e apoiado pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Churrascaria Porcão, Associação dos Delegados da Polícia Federal (ADPF), pelo Clube do Choro, Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal e pelo Caderno Brasília do jornal Hoje em Dia.

Continuar lendo