Estamos mudando o site. Participe enviando seus comentários por aqui.

Prêmio Congresso em Foco destaca combate à corrupção

Thomaz Pires


Farra das passagens aéreas, mensalões, deputado dono do castelo, atos secretos. O ano de 2009 foi marcado por dezenas de casos de corrupção na atividade política que chocaram o país, e que culminam agora com a série de revelações que envolvem o governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, em um caso de compra de apoios na área política - o mensalão do Arruda. Uma situação que reforça a importância do Prêmio Congresso em Foco, no seu esforço de evidenciar uma outra prática política, marcada pelo interesse público e pelo respeito à ética. Nesse sentido, a categoria "combate à corrupção" do prêmio ganhou destaque ainda maior. 

Deputado mais votado pelos internautas neste ano na categoria, Flávio Dino (PCdoB-MA) não esconde a satisfação com o prêmio. Ele antecipa o discurso enérgico que deverá apresentar na cerimônia, que ocorre na próxima segunda-feira (7), em repúdio aos sucessivos escândalos que paralisaram o Congresso. Segundo ele, o Legislativo ainda tem muito a contribuir no combate à corrupção.

“A prática do caixa dois, que permeia a maior parte desses escândalos, precisa ser combatida. E isso tem de ser feito com a aprovação da reforma política. O Congresso pode e deve contribuir para fazer sua parte. Basta vontade”, destaca o parlamentar.

Ex-juiz federal, Flávio Dino avalia que, na esfera do Judiciário, a colaboração tem sido crescente. Ele argumenta, entretanto, que os avanços precisam ser mais significativos. “Seria um primeiro passo do Judiciário facilitar as liminares para investigações da Polícia Federal. Em alguns casos, a polícia ainda enfrenta dificuldades para apurar as denúncias de corrupção.” 

O escândalo que atingiu o Democratas e passou a ser apelidado de panetonegate chama a atenção pela quantidade de flagrantes de políticos e secretários recebendo maços de dinheiro. O julgamento na esfera política ainda pode permitir que os denunciados consigam permanecer nos cargos mesmo após a divulgação dos flagrantes. “A liminar da Justiça poderá ser um instrumento para combater a impunidade no julgamento político. Se depender de CPIs e julgamentos pelos parlamentares, os afastamentos poderão sequer ocorrer”, sustenta o deputado.

Categoria de peso

Criada no Prêmio Congresso em Foco 2008, a categoria de combate à corrupção ganha cada vez mais importância. O senador Pedro Simon (PMDB-RS), que foi o mais votado pelos internautas no ano passado, avalia a importância da categoria.

“É muito importante ter uma premiação destinada a avaliar o combate à corrupção. Essa é uma discussão básica e que não pode ser deixada de lado, haja visto os escândalos que nós vimos esse ano”, destaca o parlamentar, que foi o quarto mais votado na categoria este ano.

Segundo o peemedebista, a questão da impunidade é um  ponto que também dever ser levado em consideração e está diretamente relacionado ao assunto. “Corrupção existe em vários países. Mas a diferença é que nos países sérios a Justiça pune. Aqui, não tem sido assim. Não foi no primeiro mensalão e não será agora que irá mudar”, afirma Pedro Simon.
 
Voto jornalístico

A lista de parlamentares que disputaram o voto dos internautas na categoria de combate à corrupção foi definida por votação de 176 jornalistas que acompanham o dia-a-dia do Congresso Nacional, em processo desenvolvido pelo site em conjunto com o Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal. Além de Dino e (novamente) Simon, os jornalistas destacaram nessa categoria os senadores Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) e Demóstenes Torres (DEM-GO) e os deputados Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ) e Gustavo Fruet (PSDB-PR).

Os jornalistas também definiram os concorrentes ao prêmio principal, destinado aos melhores parlamentares federais do país. Como os votos deles resultaram em empate na última colocação, tanto na Câmara quanto no Senado, o número de parlamentares pré-selecionados para a votação na internet ficou ligeiramente acima do total de dez senadores e 25 deputados previstos. Assim, 27 deputados federais e 11 senadores disputaram o voto dos internautas como os melhores congressistas de 2009.

A premiação será na próxima segunda-feira (7) no auditório da Procuradoria-Geral da República. Além dos melhores parlamentares e daqueles que mais se destacaram no combate à corrupção, serão premiados os deputados e senadores que mais atuaram na defesa da educação e do meio ambiente, a melhor iniciativa legislativa do ano e os congressistas mais votados pelos jornalistas, a senadora Marina Silva (PV-AC) e o deputado Chico Alencar (Psol-RJ).

Mais informações

Continuar lendo