Estamos mudando o site. Participe enviando seus comentários por aqui.

Prêmio Congresso em Foco, celebração à democracia

Rudolfo Lago e Edson Sardinha


Ele tem 65 anos. É senador há sete anos. Já foi governador e ministro. Ela tem 28 anos. Está em seu primeiro mandato de deputada. Foi líder estudantil e vereadora. Cristovam Buarque (PDT-DF) e Manuela D´Ávila (PCdoB-RS) são o melhor exemplo da diversidade que marcou a escolha dos 38 parlamentares (11 senadores e 27 deputados) que, na noite de ontem (7) receberam o Prêmio Congresso em Foco. Diversidade que chamou a atenção do deputado Chico Alencar (Psol-RJ), um dos agraciados. Em seu discurso, ele, um deputado de um partido considerado de extrema esquerda, fez um elogio ao deputado e líder ruralista Ronaldo Caiado (DEM-GO), outro dos premiados e tido como de extrema direita. “Percebo agora que algo nos une”, disse Chico. “O respeito ao interesse público e a busca do exercício da grande política”, completou. “Não existe democracia sem o Congresso forte e sem proximidade com a população”, emendou Manuela.


Entre todos os agraciados, pairava a certeza de que se completava o espírito pretendido pelo Prêmio Congresso em Foco: premiar os parlamentares cujas ações e atitudes mais se aproximam do que anseia a sociedade, no respeito à ética e ao interesse público. Cristovam, o senador mais votado, comparou o prêmio recebido com um sonho que tinha na sua juventude. “Eu sonhava fazer o gol mais bonito do mundo, em que eu driblava todo mundo do outro time e completava de bicicleta. Depois, virava as costas e ia para casa”, narrou ele. “Hoje, eu percebo que o campeonato não acaba nesse gol. O campeonato só vai acabar quando não tivermos mais que premiar os parlamentares que mais se destacam na luta pela educação, pelo meio ambiente ou no combate à corrupção. Quando vocês não precisarem mais dar esses prêmios, então vou saber que o campeonato acabou. Por enquanto, o prêmio valerá como estímulo para eu saber que vale a pena continuar lutando”, discursou o senador.


Foi um ano marcado por escândalos que abalaram o Congresso e o mundo político. A farra das passagens aéreas, revelada pelo Congresso em Foco. A crise dos atos secretos no Senado.E, agora, o documentadíssimo mensalão do Arruda. Cristovam não poderia deixar de mencioná-lo. “Pediria que tirassem meu nome do troféu e colocassem apenas: ‘Ganhou esse prêmio um brasiliense’”, disse ele. Cristovam dedicou seu troféu aos dois milhões de brasilienses, envergonhados pelo escândalo que agora envolve seu governador e vários deputados da Câmara Distrital. “É preciso uma nova política. É preciso acabar com esse pastelão panetônico”, completou Chico Alencar em seu discurso, mencionando a desculpa arranjada por Arruda para justificar os maços de dinheiro que recebeu do seu ex-secretário de Assuntos Institucionais Durval Barbosa.


Chico Alencar foi o deputado mais votado na escolha preliminar, feita por 176 jornalistas que cobrem o Congresso Nacional. Da votação desses repórteres é que foi composta a lista de 38 parlamentares submetida à votação dos internautas. No Senado, os jornalistas escolheram Marina Silva (PV-AC).  Para Marina, a escolha de seu nome mostra o peso das preocupações ambientais. Pré-candidata a Presidência da República pelo PV, Marina foi escolhida ainda a parlamentar que mais se preocupa com o meio ambiente. “Isso mostra qual a visão antecipada de país nós queremos para os próximos 20 anos”, disse ela, ao receber seu prêmio.

Novas categorias e parceiros 


Com novas categorias de premiação e novos parceiros, o Prêmio chega ao final de sua quarta edição sem mudar seu objetivo: estimular os brasileiros a analisarem o desempenho de deputados e senadores e a prestarem mais atenção no que se passa no Parlamento.


Além dos parlamentares que mais se destacaram no mandato, foram homenageados os congressistas que mais se destacaram na defesa da educação e do meio ambiente e os autores das melhores iniciativas legislativas de 2009. Outra novidade: também foram homenageados os parlamentares mais bem avaliados pelos jornalistas. Pela segunda vez, também foi premiado o parlamentar que, na avaliação dos internautas, mais atuou no combate à corrupção. Dos 38 parlamentares agraciados, 35 compareceram à premiação. 


Os mestres de cerimônia de premiação foram os jornalistas Cristina Serra e Heraldo Pereira, ambos da TV Globo.


O Prêmio é patrocinado pela Petrobras e pela AmBev. Outras sete entidades apóiam a iniciativa: Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF), Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF), Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo Federal e do Tribunal de Contas da União (Sindilegis) e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Leia também:

Cristovam: prêmio para “um brasiliense”
Manuela: “Não há democracia sem Congresso forte”

Fruet: "Questionamento deve ser permanente"
Virgílio: Congresso em Foco prestou grande serviço ao país
Marina recebe prêmio por defesa do meio ambiente
“Não existe democracia sem um Congresso forte”, diz Manuela
"Não tenho vergonha de ser política", diz Rita Camata
Chico Alencar defende fim do "pastelão panetônico"
Flávio Dino: "corrupção é caso de polícia e política"
Premiação combate o "ceticismo galopante"
  
Cristovam: sistema de seleção é democrático
Virgílio diz que prêmio estimula competição saudável
CNBB: "Com 10 justos no Congresso, Deus salvará"
Prêmio estimula ingresso de jovens na política, diz Rollemberg
Em instantes, a entrega do Prêmio Congresso em Foco
Mais informações sobre o Prêmio Congresso em Foco 2009

Continuar lendo