Pré-candidato em SP, Padilha vira político playmobil

Militante do PT transforma ministro da Saúde e Lula em brinquedos para cativar público jovem e eleitores mais resistentes ao partido

Pré-candidato ao governo de São Paulo nas próximas eleições, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha (PT), virou um boneco de playmobil, tradicional jogo de montar com peças plásticas. Pelo menos em vídeos animados feitos pelo jornalista e estudante de Marketing Ricardo Weg. O material produzido pelo militante do PT e amigo do ministro está na internet. Weg afirma que fez o trabalho espontaneamente, não a pedido do ministro. Até o ex-presidente Lula virou um brinquedo semelhante às criações do inventor alemão Hans Becker, que produziu seus primeiros exemplares em 1974.

Os bonecos que representam Padilha não deixam de destacar seus cabelos grisalhos de maneira engraçada. Num dos dois vídeos produzidos, a voz do ministro se mistura com pequenas imagens reais do petista em meio aos brinquedos infantis para apresentar o programa Mais Médicos, carro chefe do ministério da Saúde e da futura campanha eleitoral de Padilha.

De acordo com Weg, a intenção é usar o humor e uma verve lúdica para conquistar o público adolescente e as  classes A e B, onde o PT tem menos penetração.

“Como se trata de vídeos animados, e de fácil acesso em tablets e smartphones, acredito que atingirei o objetivo”, disse ele, ao divulgar as animações. Em tom de brincadeira, fica mais fácil falar de política para a juventude, diz Weg.

“A juventude está nos videogames, nos tablets, celulares e outras tecnologias móveis. O uso dos bonecos foi uma das maneiras para ilustrar as diversas ações do programa Mais Médicos. E para não ficar aquele tom de ‘político chato falando’”, explica o jornalista, ex-coordenador nacional de comunicação do PT.

Lula

Um dos vídeos aborda um evento do PT em que o ex-presidente Lula e Padilha conversam sobre política e eleições. Nele, Lula faz brincadeira com os cabelos grisalhos do ministro, que, segundo o ex-presidente, fariam parte do carisma do ministro para facilitar o convencimento dos eleitores.

Padilha deve sair no ano que vem como aposta do PT para tomar o governo de São Paulo das mãos do PSDB, que governa o estado há 20 anos. Seu concorrente é o atual governador, o tucano Geraldo Alckmin, que deve disputar a reeleição.

Ricardo Weg é assessor de imprensa do vice-presidente da Câmara, o deputado André Vargas (PT-PR).

Mais sobre eleições

Nosso jornalismo precisa da sua assinatura

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!