Posse de ministros é marcada por confusão na frente do Palácio

Grupo de manifestantes contrários ao impeachment de Dilma driblou a segurança e subiu a rampa do Palácio, onde se sentaram aos gritos de "democracia"

Enquanto Michel Temer (PMDB) fazia seu primeiro pronunciamento como presidente interino no Salão Leste do Palácio do Planalto, um burburinho voltou as atenções de fotógrafos e cinegrafistas para as janelas do prédio. Um grupo de militantes de diversos movimentos populares, protestando em frente à sede do governo, driblou a segurança e subiu a rampa do Palácio. Cerca de 20 mulheres se sentaram no local aos gritos de "democracia!" e outras palavras de ordem.

Os funcionários da segurança se apressaram para retirar o grupo do local debaixo de muito empurrão e gás de pimenta. Ninguém ficou ferido, e a Polícia Militar conduziu todos os manifestantes que ocupavam a frente do Palácio até a Praça dos Três Poderes, onde o grupo ficou isolados da via por um cordão de policiais, grades e estruturas de metal. Ironicamente, a maioria do público que compareceu para "prestigiar" a posse dos ministros do governo interino eram contrários ao impeachment.

Mais cedo, o mesmo grupo de mulheres que protagonizou o ato na rampa do Palácio se acorrentou à grade de proteção do prédio como protesto pelo afastamento de Dilma Rousseff da presidência. Elas entendem que o processo de impeachment contra Dilma é um golpe, e defendem o respeito ao resultados das urnas.

Veja gravação do momento em que seguranças chegam à rampa para retirar as manifestantes:


 

Mais sobre impeachment

Mais sobre o Brasil nas ruas

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!