Por punição mais dura, 25 petistas votaram contra suspensão de Leréia

Veja como cada deputado votou para aplicar pena mais branda a Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO), o amigo de Carlinhos Cachoeira acusado de usar o cargo em favor da quadrilha do bicheiro

Mais de um terço dos deputados do PT que participaram da votação para suspender o mandato do deputado amigo do bicheiro Carlinhos Cachoeira foi contra a punição mais branda a Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO). Foram 25 votos contrários vindos do PT e um de Dudimar Paxiuba (PROS-PA). A punição aplicada é deixar Leréia “na geladeira” durante 90 dias. No Conselho de Ética, os deputados rejeitaram a cassação do mandato e optaram por uma pena mais branda, acatada pelo plenário nesta quarta-feira (23). Ao todo, foram 353 votos favoráveis e 26 contra.

Ao contrário de livrar Leréia, a decisão de parte bancada do PT, se fosse seguida pela maioria, poderia levar a uma punição mais grave contra o tucano. Isso porque, durante a sessão, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), anunciou que, caso fosse rejeitada a suspensão, o plenário analisaria a própria cassação do mandato do tucano. Assim, a decisão de hoje, na verdade, livrou Leréia da pena máxima.

Veja como cada deputado votou hoje

Dos 88 deputados do PT, 68 apareceram para votar. Destes, 43 apoiaram a suspensão do mandato de Leréia, acusado de usar a influência do cargo a favor da quadrilha de Cachoeira. Por essa suspeita, o tucano responde a um inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF). Ele é o primeiro deputado a ter o mandato suspenso por quebra de decoro. Até 2011, só havia duas possibilidades de desfecho para esse tipo de processo antes de alteração no regimento interno da Câmara: a cassação ou a absolvição.

O líder do PT, Vicentinho (SP), disse que cada parlamentar podia votar como quisesse, como forma de tentar aumentar a punição a Leréia. O deputado Dr. Rosinha (PT-PR) foi um dos que disseram “não” à simples suspensão do mandato. No plenário, ele leu uma carta na qual defendeu a cassação como punição mais adequada para o tucano.

Dos 513 deputados, 380 (ou 74%) compareceram para votar. Ao contrário do PT, todas as demais bancadas orientaram voto “sim”, para punir Leréia com a pena mais branda, a decidida pelo Conselho de Ética sete meses antes.

ELES DISSERAM “NÃO”

Votaram contra a suspensão do mandato de Leréia, o que abriria caminho para uma punição mais dura, a cassação do deputado:

Parlamentar Partido UF
Dudimar Paxiuba PROS PA
Afonso Florence PT BA
Amauri Teixeira PT BA
Angelo Vanhoni PT PR
Artur Bruno PT CE
Assis do Couto PT PR
Biffi PT MS
Bohn Gass PT RS
Dr. Rosinha PT PR
Erika Kokay PT DF
Fátima Bezerra PT RN
Fernando Ferro PT PE
Henrique Fontana PT RS
Iara Bernardi PT SP
Iriny Lopes PT ES
Jorge Bittar PT RJ
Luci Choinacki PT SC
Margarida Salomão PT MG
Maria do Rosário PT RS
Odair Cunha PT MG
Padre João PT MG
Paulo Teixeira PT SP
Pepe Vargas PT RS
Renato Simões PT SP
Ronaldo Zulke PT RS
Waldenor Pereira PT BA

Câmara suspende mandato de deputado tucano

Mais sobre Carlos Alberto Leréia

Nosso jornalismo precisa da sua assinatura

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!