Polícia e manifestantes entram em confronto em Brasília

Policiais usaram bomba de efeito moral e gás lacrimogêneo contra grupo que tentava se aproximar do estádio Mané Garrincha

Após uma manhã praticamente sem incidentes, manifestantes e policiais militares se enfrentaram em Brasília no começo desta tarde. A Polícia Militar utilizou bombas de efeito moral e de gás lacrimogêneo, além de balas de borracha, para reprimir um grupo que furou um bloqueio policial para tentar chegar ao Estádio Nacional Mané Garrincha, onde a seleção brasileira disputará um amistoso contra a Austrália às 16h15.

Integrantes da cavalaria da polícia também foram acionados para dispersar os manifestantes, quase todos com o rosto coberto por máscaras. Muitos deles voltaram para a rodoviária de Brasília, onde estavam inicialmente concentrados, aos gritos de protestos. Um repórter da agência Reuters sofreu luxação em uma das pernas, segundo a rádio CBN. Antes de chegar aos arredores do estádio, os manifestantes atiraram pedras contra o prédio da TV Globo. Um carro foi danificado.

O clima de tensão desta tarde contrasta com o de tranquilidade, registrado pela manhã, durante a manifestação que se estendeu do Museu Nacional até o Congresso Nacional. A sede do Parlamento foi cercada por policiais, que impediram que os manifestantes ultrapassassem o espelho d’água. A polícia chegou a usar spray de pimenta para afastar parte do grupo. Mas não houve confronto de maior proporção.


Fazendo  uma cobertura jornalística apartidária e crítica do Parlamento, o Congresso em Foco constata diariamente que os políticos nao são iguais e que, se o Legislativo brasileiro não é o que desejamos, é o que temos – e elegemos. Sem ele, sabemos que não há democracia. Vamos valorizar o que o Congresso Nacional tem de melhor! Vá ao endereço http://premiocongressoemfoco.com.br/ e participe da escolha dos melhores parlamentares de 2013. A votação acaba nesta segunda-feira, 9 de setembro.
Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!