Polícia de Singapura libera chef brasiliense acusado de portar dólares falsos

Preso com dólares falsos em meio a cédulas originais, Dudu Camargo foi solto após ser considerado vítima pelos policiais locais. Empresário é um dos nomes mais conhecidos da gastronomia em Brasília

Um dos nomes mais famosos da gastronomia de Brasília, o chef Dudu Camargo foi preso no último sábado (11) pela polícia de Singapura, acusado de portar dólares falsos no cassino Marina Bay Sands. Dudu foi solto ontem após a intervenção do consulado brasileiro. Segundo a assessoria dele, não foi cobrada fiança porque as autoridades locais concluíram que o empresário foi vítima de um golpe. As cédulas falsas estavam misturadas a notas originais. O dinheiro foi trocado ainda no Brasil.

A assessoria de imprensa de Dudu Camargo divulgou uma nota relatando que "esclarecimentos foram prestados junto à delegacia competente com total apoio do Consulado Brasileiro, demonstrando todo o mal entendido, passando o chef Dudu Camargo a ser considerado vítima no caso concreto, com a consequente liberação após os respectivos esclarecimentos".

A representação brasileira foi acionada por amigos de Dudu Camargo. Depois de ouvir o empresário, policiais fizeram uma vistoria na suíte em que ele estava hospedado. Em uma gravação de áudio divulgada pelo WhatsApp, Dudu agradeceu aos amigos pela preocupação de amigos e disse que o caso foi resolvido.

"Graças a Deus, já resolvemos aqui. Foi um mal-entendido, não conseguiram provar nada porque eram poucas notas em um monte com várias. Tá tudo certo, a gente ainda está em Singapura porque tem um procedimento interno deles aqui de liberar passaporte etc., mas graças a Deus a pior parte já passou", diz o empresário em mensagem divulgada pelo site Metrópoles.

O chef brasiliense é responsável pelo comando operacional e gastronômico do Dudu Bar, Dudu Bar Lago, Fratello Uno e a lanchonete Respeitável Burger. No Rio, é proprietário da pizzaria Stravaganzze. Ele foi um dos entrevistados da última edição da Revista Congresso em Foco que mostra o crescimento do setor gastronômico em Brasília.

Leia a íntegra da nota divulgada pela assessoria do chef:

“De imediato, é importante esclarecer que as notícias veiculadas pela imprensa não condizem com a realidade dos fatos. O chef Dudu Camargo foi surpreendido com a suposta existência de poucas notas falsas em seu poder, durante sua estada em Cingapura. Esclarecimentos foram prestados junto à delegacia competente com total apoio do Consulado Brasileiro, demonstrando todo o mal entendido, passando o chef Dudu Camargo a ser considerado vítima no caso concreto, com a consequente liberação após os respectivos esclarecimentos. De qualquer sorte, considerando a seriedade da situação, outras informações não podem ser divulgadas, em especial em virtude dos procedimentos locais. Resta apenas aguardar a conclusão das investigações para as devidas providências legais”.

Mais sobre DF

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!