Planalto não tem câmeras de segurança há pelo menos oito anos

Ministro do Gabinete de Segurança Institucional contou que câmeras foram retiradas durante mandato do ex-presidente Lula, quando Planalto passou por uma ampla reforma. Desde então, ainda de acordo com Sérgio Etchegoyen, a situação "era de descontrole"

 

 

Depois de falar em entrevista à revista Veja, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Sérgio Etchegoyen, confirmou para a TV Globo, neste sábado (14), que o Palácio do Planalto está sem câmeras de vigilância desde 2009. O lugar acolhe os gabinetes do presidente da República e dos ministros da Casa Civil, da Secretaria de Governo e da própria GSI.

Nas declarações à imprensa, Sérgio contou que as câmeras foram retiradas durante o mandato do ex-presidente Lula, quando o Planalto passou por uma ampla reforma. Desde então, ainda de acordo com o ministro, a situação "era de descontrole". O general também afirmou que depois das mudanças realizadas no palácio, "inacreditavelmente" não foram instalados novos aparelhos, o que caracterizou como "problema grave".

O general acrescentou que, ao assumir o GSI, em maio de 2016, estranhou a ausência dos aparatos de segurança e declarou que um processo de licitação para a instalação das novas câmeras já foi aberto.

O Instituto Lula enfatizou que, apesar de não existirem câmeras, durante o mandato de Lula como presidente toda a agenda dele foi pública e acompanhada pela imprensa. Já a assessoria da ex-presidente Dilma, que assumiu o cargo em 2011, explicou apenas que "a responsabilidade pela segurança dos palácios presidenciais e das residências do presidente e vice-presidente sempre foi atribuição do Gabinete de Segurança Institucional". Nenhum dos dois soube explicar porque as câmeras foram desinstaladas e nunca voltaram a funcionar.

Mais sobre segurança

Continuar lendo