Planalto montou força-tarefa contra Cunha na eleição da Câmara

Consenso geral no governo é que Cunha, uma vez eleito, dará muito trabalho para os planos de Dilma em termos de pauta legislativa

Ministros e até governadores do PT entraram em campo nesta semana para tentar convencer membros da base aliada a votar em Arlindo Chinaglia (PT-SP), com o objetivo de impedir a eleição do candidato do PMDB, Eduardo Cunha (RJ), à Presidência da Câmara. Tido como favorito na disputa, Cunha acredita ter chegado a uma composição insuperável, ontem (sábado, 31), ao receber o apoio formal do bloco PP-Pros, no que calcula a adesão de mais de 200 votos.

No entanto, a ofensiva governista parece não dar resultado. Com o arco de adesões recebidas de partidos da base e de parte da oposição, Cunha tem grandes chances de ser eleito hoje (domingo, 1º), mesmo se o pleito tiver segundo turno. Em público, agentes do governo dizem que a situação de Chinaglia melhorou, mas, nos bastidores, alguns já “jogaram a toalha” e reconhecem a força da candidatura Cunha, informa reportagem do jornal O Estado de S. Paulo.

O consenso geral no governo é que Cunha, uma vez eleito, dará muito trabalho para os planos da presidenta Dilma Rousseff em termos de pauta legislativa. “Terminada a eleição, vamos lamber as feridas e tentar unificar a base aliada do governo”, declarou ao jornal paulista o ministro das Relações Institucionais, Pepe Vargas. “Terremoto é sempre no dia do acontecimento. Depois que acontece, fazer o quê?”, indagou outro ministro, Jaques Wagner (Defesa), que passou os últimos dias na articulação da campanha do colega petista.

Jaques Wagner procurou o vice-presidente da República, Michel Temer, para ajudar o governo a reduzir a tensão entre petistas e peemedebistas. O ministro chegou a cobrar a retomada do antigo acordo entre PT e PMDB que estipulada um rodízio entre as legendas no comando da Câmara. Presidente licenciado do PMDB, Temer admitiu que não pode ajudar muito para reduzir o desgaste na base aliada.

Leia a íntegra da reportagem

Mais sobre Eleição da Mesa

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!