PGR vai pedir abertura de inquérito contra políticos até terça

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deve pedir até a próxima terça-feira  (3) a abertura de inquérito contra os políticos envolvidos no escândalo de desvios de recursos na Petrobras. Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, Janot deve fazer apenas o pedido de abertura de investigação, não denúncias diretas dos políticos citados com algum envolvimento no esquema.

Acredita-se que a lista de políticos com algum tipo de relação com o doleiro Alberto Youssef deve ter aproximadamente 45 nomes.Entre os políticos que devem ser investigados estão nomes como o do senador e ex-presidente Fernando Collor de Mello (PTB-AL), beneficiado com oito depósitos durante o ano de 2014. Os depósitos somam R$ 50 mil. Collor também teria recebido R$ 3 milhões de propina a partir de uma negociação entre a BR Distribuidora e uma rede de postos de combustíveis de São Paulo.

Até a semana passada, imaginava-se que Janot faria, nesta sexta-feira, o pedido de abertura de inquéritos de políticos, mas o procurador-geral resolveu fazer revisões processuais durante nessa semana, o que atrasou os trabalhos dos investigadores. Além dos pedidos de inquérito, Janot também pedirá o arquivamento de outras investigações.

Além dos inquéritos, a PGR deve pedir a quebra de sigilo fiscal e bancário dos envolvidos. Não devem ser pedida a quebra dos sigilos telefônicos e de mensagens de texto. Conforme o jornal O Globo, procuradores que estão no caso acreditam que essa medida, atualmente, não teria eficácia.

Mais sobre a Operação Lava Jato

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!