PGR admite investigação preliminar contra Bolsonaro

A Procuradoria-Geral da República (PGR) abriu uma investigação contra o presidente Jair Bolsonaro pelas declarações falsas emitidas por ele contra as eleições. Bolsonaro tem, reiteradas vezes, afirmado que as eleições brasileiras são marcadas por fraudes e ameaçado a não realização do pleito. Ele, contudo, já admitiu que não tem prova das acusações.

A investigação foi aberta na semana passada, mas apenas nesta segunda (17) o procurador-geral, Augusto Aras, informou ao Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o processo.

No início da semana a ministra do STF Cármen Lúcia cobrou do PGR uma manifestação sobre os ataques feitos por Jair Bolsonaro contra o sistema eleitoral brasileiro em uma live transmitida pela TV Brasil, canal estatal. Congressistas do PT haviam ingressado com uma notícia-crime contra o presidente por supostas práticas de crimes eleitorais, improbidade administrativa e infrações de propaganda eleitoral relacionadas a um suposto mau uso dos canais públicos de comunicação.

> Cármen Lúcia dá até amanhã para PGR se manifestar sobre live de Bolsonaro

 

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo