PF vai investigar origem de boatos sobre o fim do Bolsa Família

Informação falsa levou centenas de beneficiários a agências da Caixa Econômica Federal em cidades nordestinas no sábado. Ministério do Desenvolvimento Social nega suspensão dos pagamentos, confirma manutenção do calendário e pede apuração de autoria do boato

A Polícia Federal vai investigar a origem dos boatos de que o governo iria acabar com o Bolsa Família, programa que complementa a renda de 13,8 milhões de famílias brasileiras pobres. O pedido de investigação foi feito ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, pela ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, responsável pela gerência do programa.  “O ministro da Justiça informou que a Polícia Federal já iniciou a investigação da prática de crime no episódio”, afirma o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), por meio de nota divulgada esta tarde.

Centenas de pessoas, em várias cidades do Nordeste, procuraram ontem (18) agências da Caixa Econômica Federal após terem recebido a informação de que seria o último dia para receber o benefício. Houve princípio de tumulto em Alagoas e no Maranhão, e a polícia teve de ser chamada.

Pela manhã, o MDS divulgou nota desmentindo os boatos e assegurando que “não há qualquer possibilidade de alteração nas regras do programa”.

“É o maior e melhor focalizado programa de transferência de renda com condicionalidades do mundo e continuará cumprindo seu papel fundamental para a estratégia de superação da extrema pobreza no Brasil”, destaca o texto.

A Caixa também divulgou nota para desmentir a suspensão do pagamento e reiterar que o pagamento ocorrerá conforme o calendário estipulado pelo governo. “A Caixa esclarece ainda que não procede a informação de que hoje (18) seria o último dia para o pagamento do Bolsa Família”, informava a nota, divulgada ontem.

Confira a nota divulgada esta tarde pelo Ministério do Desenvolvimento Social:

“A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, solicitou neste domingo ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, a abertura de inquérito policial para apurar a origem dos boatos de que o governo federal iria acabar com o programa Bolsa Família. Os boatos, iniciados na tarde de sábado, assustaram milhares de beneficiários e provocaram corrida aos caixas eletrônicos em algumas capitais. O ministro da Justiça informou que a Polícia Federal já iniciou a investigação da prática de crime no episódio.

O MDS reafirma a continuidade do Bolsa Família e assegura que o calendário de pagamentos divulgado anteriormente está mantido e que não há qualquer possibilidade de alteração nas regras do Programa.

O Bolsa Família está completando 10 anos e beneficia atualmente 13,8 milhões de famílias. É o maior e melhor focalizado programa de transferência de renda com condicionalidades do mundo e continuará cumprindo seu papel fundamental para a estratégia de superação da extrema pobreza no Brasil.

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome”

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!