PF vai investigar empréstimo do BB a Val Machiori

Ministério Público Federal em São Paulo pediu abertura de inquérito para determinar se os R$ 2,7 milhões obtidos pela socialite e empresária cumpriu ou não as regras do banco. Caso, que envolve Aldemir Bendine, veio à tona no ano passado

A Polícia Federal vai investigar o empréstimo de R$ 2,7 milhões concedido pelo Banco do Brasil à socialite e empresária Val Machiori. De acordo com o Ministério Público Federal em São Paulo, que pediu a abertura de inquérito, é preciso determinar se a concessão da quantia burlou ou não regras internas do BB. O episódio atinge diretamente Aldemir Bendine, ex-presidente da instituição confirmado nesta sexta-feira (6) como novo comandante da Petrobras.

De acordo com a Folha de S. Paulo, que revelou o caso no ano passado, a determinação do MPF foi feito diretamente à Delegacia de Repressão a Crimes Financeiros da PF. A suspeita é que o empréstimo tenha sido concedido somente pela relação de amizade entre Val e Bendine, ignorando regras internas do banco. A empresa da socialite, Torke Empreendimentos, não poderia receber o valor por meio de uma linha especial do BNDES já que ela tinha restrição de crédito por não ter pago empréstimo anterior ao BB.

Leia a íntegra da matéria

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!