PF prende diretor da Embratur na operação Registro Espúrio

 

O diretor de Gestão Interna da Embratur, Daniel Rodrigo Vesely, foi um dos alvos de prisão temporária da operação Registro Espúrio, deflagrada na manhã desta quarta-feira (30). A operação da Polícia Federal (PF) começou há um ano e apura “um amplo esquema de corrupção dentro da Secretaria de Relações de Trabalho do Ministério do Trabalho, com suspeita de envolvimento de servidores públicos, lobistas, advogados, dirigentes de centrais sindicais e parlamentares”. A PF investiga os crimes de organização criminosa, corrupção passiva e ativa e lavagem de dinheiro.

Daniel Vesely é diretor de Gestão Interna da Embratur desde janeiro deste ano. Antes, Daniel foi assessor de orçamentos da Federação Nacional de Entidades de Oficiais Militares Estaduais. Ele também foi candidato a deputado federal pelo Rio Grande do Sul, em 2014, pelo PSB. Seu nome de urna foi Daniel Susin.

Segundo o currículo do diretor, disponível no site da Embratur, Daniel também já atuou como professor do Centro de Formação, Aperfeiçoamento e Treinamento (Cefor) da Câmara, entre 2012 e 2017; como  assessor de orçamento da liderança do governo no Congresso; assessor de orçamento das lideranças do MDB e do PSC; e chefe de gabinete da Comissão Mista do Orçamento e no Ministério da Agricultura.

Em nota, a Embratur afirmou que não tinha conhecimento do envolvimento de Vesely. "A Embratur - Instituto Brasileiro de Turismo - vem manifestar que tomou conhecimento pela imprensa, no dia de hoje (30), da Operação Registro Espúrio, que envolve Daniel Vesely, diretor de Gestão Interna. Informamos que a Embratur não é alvo de nenhuma investigação".

Registro espúrio

Na manhã de hoje, a PF fez buscas nos gabinetes dos deputados Paulo Pereira da Silva (Solidariedade-SP), o Paulinho da Força, Wilson Filho (PTB-PB) e Jovair Arantes (GO), líder do PTB. Eles são suspeitos de envolvimento em fraudes na concessão de registros sindicais junto ao Ministério do Trabalho.

A Operação Registro Espúrio cumpriu 64 mandados de busca e apreensão, 8 mandados de prisão preventiva e 15 mandados de prisão temporária, além de outras medidas cautelares. Os mandados são cumpridos no Distrito Federal e nos estados de São Paulo, Goiás, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina e Minas Gerais.

 

<< PF faz buscas nos gabinetes de Paulinho da Força, Jovair Arantes e Wilson Filho

<< Acusado de ser operador do PSDB, Paulo Vieira de Souza volta a ser preso

 

*Matéria atualizada às 19h15 para acréscimo de resposta da Embratur.

A

Embratur - Instituto Brasileiro de Turismo - vem manifestar que tomou conhecimento pela imprensa, no dia de hoje (30), da Operação Registro Espúrio, que envolve Daniel Vesely, diretor de Gestão Interna.

Informamos que a Embratur não é alvo de nenhuma investigação.
Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!