PF e Receita fazem operação contra lavagem de dinheiro em cinco estados

 

Operação deflagrada pela Polícia Federal em conjunto com a Receita Federal mira um grupo especializado em lavagem de dinheiro e evasão de divisas com atuação em cinco estados. As empresas investigadas são acusadas de movimentar, de maneira ilegal, R$ 5,7 bilhões entre 2012 e 2016. Batizada como Operação Hammer-on, a ação é um desdobramento das operações Sustenido e Bemol, de 2014 e 2015.

São cumpridos 153 ordens judiciais – 2 de prisão preventiva, 17 de prisão temporária, 53 de condução coercitiva e 82 mandados de busca em apreensão – nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina, Espírito Santo e Paraná. Ao todo, 300 policiais federais e 45 servidores da Receita participam das ações.

De acordo com os investigadores, o grupo utilizava contas bancárias de várias empresas para receber dinheiro de pessoas físicas e jurídicas que queriam comprar produtos, drogas e cigarros do Paraguai por meio de cinco núcleos interdependentes.

<<Quem são os parlamentares e financiadores de campanha que devem bilhões à União

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!