PF deve investigar Andrade Gutierrez na Lava Jato

Segundo a Folha de S. Paulo, construtora é apontada como uma das integrantes do “clube da propina” e foi citada em depoimentos colhidos no caso. Ex-diretor diz ter recebido dinheiro da empresa

A Polícia Federal deve abrir um inquérito para apurar a participação da construtora Andrade Gutierrez no esquema de pagamento de propina e desvio de dinheiro da Petrobras. De acordo com a Folha de S. Paulo, a empresa, apontada como integrante do “clube da propina”, foi citada em depoimentos colhidos na Operação Lava Jato. No entanto, até agora não foi investigada formalmente.

Segundo O Estado de S. Paulo, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa disse que propinas da empresa tinham destino a PP e PMDB. Em depoimento da delação premiada ele afirmou que a cobrança inicialmente era feita pelo doleiro Alberto Youssef e, a partir de 2008, pelo lobista Fernando Soares, o Fernando Baiano. Não há citação de valores.

A assessoria da empresa negou e repudiou as acusações apresentadas pelo Estadão. “A Andrade Gutierrez nega e repudia as acusações - baseadas em ilações e não fatos concretos - feitas pelo sr. Paulo Roberto Costa em seu depoimento divulgado hoje (23) e afirma, como vem fazendo desde o início das investigações, que nunca fez parte de qualquer acordo de favorecimento envolvendo partidos políticos, a Petrobrás e a empresa”, afirmou a assessoria.

Leia a íntegra da matéria

Mais sobre a Operação Lava Jato

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!