Peemedebista Sérgio Zveiter é escolhido relator da denúncia de corrupção passiva contra Temer

 

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), escolheu o deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ) como relator da denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer. No dia 26 de junho, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou denúncia contra o presidente e um de seus principais aliados, o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), por corrupção passiva – a primeira já formalizada contra um chefe de Estado brasileiro no exercício do mandato. A partir de hoje, Temer tem até dez sessões de plenário para apresentar sua defesa à CCJ.

Janot denuncia Temer por corrupção passiva no caso JBS; veja a íntegra da denúncia

Para tentar articular com a base aliada e garantir que a denúncia seja rejeitada pelos deputados, a agenda de Temer desta terça-feira (4) ficou cheia. No pacote de negociações, concessão de cargos na administração pública e repasse de emendas parlamentares em caráter de urgência.

Entre 8h e 21h30, Temer recebeu 22 congressistas no Palácio do Planalto, dos quais 16 deputados e seis senadores, incluindo representantes de 12 partidos diferentes. Ainda há na agenda presidencial uma reunião com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, deputado licenciado do PP.

Hoje, a Comissão de Constituição e Justiça promoveu a primeira reunião de procedimentos para a análise da denúncias. Como este site mostrou neste fim de semana, um terço dos deputados que declaram voto a favor de Temer é alvo de investigações criminais no Supremo Tribunal, diversos deles por suspeita de envolvimento em crimes apurados na Operação Lava Jato.

Perfil

Sérgio Zveiter (PMDB-RJ)é advogado e está em seu segundo mandato como deputado federal. Já foi presidente da ordem dos Advogados do Brasil no Rio de Janeiro.  Zveiter é de família de juristas: o pai, Waldemar Zveiter é ex-ministro do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) e o irmão, Luiz Zveiter, é desembargador do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ).

Zveiter também relatou o recurso contra a cassação do ex-deputado Natan Donadon, na CCJ, em 2013. O parecer do peemedebista foi pela perda do mandato do deputado de Rondônia. À época, Zveiter era do PSD.

Veja como foi a reunião da CCJ:

 

Investigações indicam “com vigor” corrupção passiva de Temer e Loures, diz PF ao Supremo

Os áudios em que Temer avaliza compra do silêncio de Cunha e procurador infiltrado na Lava Jato

Temer chefia “maior e mais perigosa” organização criminosa do Brasil, diz Joesley à revista Época

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!