‘Pedaladas fiscais’: confira a íntegra da defesa do governo enviada ao TCU

No dia 17 de junho, o TCU adiou por 30 dias a análise das contas do governo federal e elencou 13 pontos na prestação de contas do governo da presidente Dilma Rousseff, relativas ao ano de 2014

O ministro-chefe da Advocacia-Geral da União (AGU), Luís Inácio Adams, protocolou nesta quarta-feira (22) as respostas do governo aos questionamentos do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre indícios de descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal e da Lei Orçamentária Anual na prestação e contas do governo.

No dia 17 de junho, o TCU adiou por 30 dias a análise das contas do governo federal e elencou 13 pontos na prestação de contas do governo da presidenta Dilma Rousseff, relativas ao ano de 2014. O prazo terminou nesta quarta-feira (22). Entre os questionamentos, o relator, ministro Augusto Nardes, considerou como irregularidade o atraso de repasses para a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil referentes a despesas com programas do governo como o Minha Casa, Minha Vida, o Bolsa Família, o seguro-desemprego e o abono salarial, o que configuraria operação de crédito. Veja abaixo a íntegra da defesa do governo ao TCU.

Com informações da Agência Brasil

Confira a íntegra da defesa do governo sobre as pedaladas fiscais

Confira os principais argumentos do governo na defesa entregue ao TCU

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!