PDT confirma apoio à candidatura de Dilma Rousseff

Dilma Rousseff atribuiu parte do êxito de sua administração à parceria com o PDT. O partido comanda o Ministério do Trabalho desde o início da gestão da petista

O Partido Democrático Trabalhista (PDT) oficializou nesta terça-feira (10), em convenção nacional, apoio à tentativa de reeleição da presidenta da República Dilma Rousseff (PT) no pleito de outubro. O partido está no comando do Ministério do Trabalho desde o início da gestão de Dilma. A candidatura da petista à reeleição vai ser oficializada no dia 21 deste mês. Ela participou do evento do PDT.

“Não é fácil a senhora [Dilma] enfrentar o desafio de ser mulher e hoje estar aqui competente, sem esquecer o seu passado e manter firmes seus princípios e convicções. Durante um ano, debatemos em todo o Brasil, com nossos movimentos, e queremos dizer que temos absoluta confiança de que a sua vitória será a vitória do povo brasileiro”, disse Carlos Lupi, ex-ministro do Trabalho e presidente da sigla.

O Ministério do Trabalho atualmente é chefiado por Manoel Dias. Lupi deixou a pasta em 2011 em meio a suspeita de irregularidades na gestão de contratos com organizações não-governamentais. Na sequência, o deputado Brizola Neto assumiu o ministério, onde ficou até março do ano passado.

Na convenção, Manoel Dias -- indicado em 2013 pela cúpula do PDT para o posto de ministro -- afirmou que, dos pré-candidatos ao Palácio do Planalto, Dilma é a única que tem compromisso de continuar as políticas sociais de distribuição de renda iniciadas no governo Lula para beneficiar os trabalhadores.

"O PDT é algo fundamental para minha aliança. Juntos, somos invencíveis. Separados, somos fracos", disse Dilma. Ela elencou resultados alcançados pela sua administração e atribuiu parte do êxito à parceria com o PDT, como a criação de empregos formais e a elevação do salário mínimo. A convenção foi realizada em Brasília (DF).

 

Mais sobre eleições

Nosso jornalismo precisa da sua assinatura

Continuar lendo