Vídeo: Paulinho da Força chama mulher de “ladrona” e lhe joga dinheiro

Chamado de "traidor", deputado do Solidariedade joga dinheiro para mulher que o aborda no Aeroporto Internacional de Brasília, chamando-a de "ladrona". Mulher retruca: "Que humilhação! Isso vai aparecer"!

O deputado Paulo Pereira da Silva (SD-SP), o "Paulinho da Força", um dos principais opositores do governo Dilma Rousseff no Congresso, reagiu a uma mulher que o chamou de "traidor" classificando-a como "ladrona" e, já dentro de seu carro, arremessando-lhe o que parece ser cédulas de Real. O episódio foi registrado em vídeo feito ontem (29) pela cidadã, ainda não identificada (assista ao vídeo abaixo).

O episódio aconteceu no desembarque do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília. Ao avistar Paulinho e sua equipe, a mulher passou a acompanhá-los em seu deslocamento até o carro do parlamentar. "Vamos filmar bem os traidores, porque vai ter preço depois", disse a mulher, enquadrando o deputado e dois assessores que o acompanharam até um carro preto.

Veja o contratempo no vídeo abaixo (59 segundos):

 

Ato contínuo à abordagem da mulher, Paulinho da Força rebateu: "Traidor? Traidores é vocês, ladrão [sic]. Vai, ladrona"! A mulher então não se intimidou e continuou a filmagem. "O senhor está me chamando de ladrona? De onde o senhor tirou isso, que eu sou ladrona. O que eu já te roubei para o senhor me chamar de ladrona? Eu sou uma mãe de família, uma dona de casa. Não estou roubando pra ninguém. Estou lutando pelos nossos direitos", declara.

"Você está roubando o Brasil junto com a Dilma. Toma um dinheiro aí, ó...", completa Paulinho, arremessando as notas de Real. "Isso é uma vergonha! Olha só, que humilhação... Isto [o vídeo] vai aparecer, viu, senhor?", protestou a mulher.

Réu

Um dos principais aliados do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Paulinho da Força é um dos principais articuladores do processo de impeachment de Dilma no Congresso. A exemplo de Cunha, que é réu da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ele é também é alvo de ação penal na corte. Membro do colegiado, o deputado é investigado nos inquéritos 2905 e 3901 por peculato e corrupção passiva. Presidente nacional do Solidariedade, ele ainda é réu na Ação Penal 965, que apura desvio de recursos do BNDES desvendado pela Polícia Federal na Operação Santa Tereza.

Leia mais:
Comissão do impeachment tem 34 investigados no STF

O deputado se negou a comentar o contratempo ao Congresso em Foco. Mas, por meio de nota, disse que, quando se dirigiu à mulher chamando-a de "ladrona", na verdade quis atribuir o adjetivo ao governo Dilma e ao PT. "Quem acompanha de perto a política sabe que há denúncias de que os governistas estão pagando pessoas para protestar contra o impeachment e constranger deputados da oposição. Este também pode ser o caso do vídeo, pois a mulher que me perseguiu estava no aeroporto já com o objetivo de criar confusão, como fica claro nas imagens", defende-se o parlamentar.

Leia a íntegra da nota abaixo:

“Nota à imprensa

Está circulando na internet um vídeo em que uma mulher me segue, no aeroporto de Brasília, e me acusa de traidor.

Quero esclarecer a essa pessoa e ao povo brasileiro que os verdadeiros traidores são a Dilma e o PT, que usaram o dinheiro público e o voto da população para enriquecer.

Quem acompanha de perto a política sabe que há denúncias de que os governistas estão pagando pessoas para protestar contra o impeachment e constranger deputados da oposição. Este também pode ser o caso do vídeo, pois a mulher que me perseguiu estava no aeroporto já com o objetivo de criar confusão, como fica claro nas imagens.

Dilma e o PT estão roubando o Brasil e quem os defende está ajudando esse governo a continuar a roubalheira. Foi isso o que afirmei à mulher no aeroporto, por ser o que acredito.

Agradeço ao povo brasileiro pelo apoio e sigo firme na defesa do impeachment de Dilma Rousseff e do fim da quadrilha do PT.

Paulinho da Forca

Deputado federal e presidente nacional do Solidariedade”

Mais sobre o Brasil nas ruas

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!