Partido Novo lança João Amoedo à Presidência e aposta em Bernardinho para governar o Rio

 

O Partido Novo oficializou a candidatura do empresário João Amoedo à Presidência da República nas eleições de 2018. A decisão foi oficializada ontem (sábado, 18), em São Paulo, durante o terceiro encontro nacional da legenda, que Amoedo ajudou a fundar em 12 de fevereiro de 2011 (o registro só foi concedido pela Justiça Eleitoral em setembro de 2015). Ex-técnico da seleção brasileira de vôlei e filiado ao partido, Bernardinho foi um dos destaques do evento.

<< Ex-jogador Bebeto é anunciado como reforço para o Podemos

Em discurso, Amoedo falou sobre seu desejo de viver em um país “onde todos possam chegar lá”, seguro e livre, e disse acreditar muito mais em ideias do que em pessoas. “São as ideias que levam ao desenvolvimento. E não tenho dúvida de que a proposta do Novo é, de longe, a melhor para o Brasil”, declarou, dando o tom da disputa. “Não entro em um projeto para não ganhar.” Além de Amoedo, foram lançadas as pré-candidaturas de Alexandre Guerra para o Governo do Distrito Federal, de Mateus Bandeira (Rio Grande do Sul) e de Romeu Zema (Minas Gerais).

Já Bernardinho, que já foi cortejado por partidos como o PSDB, não nega que pode disputar o Governo do Rio de Janeiro em 2018, mas preferiu a cautela. “Não sou candidato oficialmente ainda, mas posso vir a ser. Por enquanto, tenho de concluir alguns processos para estar livre para esta missão”, disse o também ex-atleta da seleção brasileira de vôlei à Agência Broadcast, serviço de jornalismo online do Estadão.

Há ainda a possibilidade, segundo apuração da Broadcast, de que Bernardinho dispute em uma chapa “puro sangue” com Amoedo. Questionado sobre a possibilidade de que a candidatura ao comando do Rio saia já no próximo ano, ele sinalizou positivamente. “Tudo é possível.”

Cansaço

Ex-presidente do Banco Central (1997-1999) e presidente da Fundação Novo, Gustavo Franco também discursou no evento. “Existe um clima diferente no país, mais preocupado com o tamanho do Estado, com a abertura econômica, cansado dos esquemas de corrupção”, disse o economista, um dos responsáveis pelo programa do partido, que visa a “eficiência da máquina pública e incentivo ao empreendedorismo”. Franco aderiu ao Partido Novo neste ano, depois de 28 anos no PSDB.

Durante o lançamento da pré-candidatura, que reuniu cerca de mil pessoas, entre filiados e simpatizantes, foi lançado o movimento de engajamento e mobilização política “Desperta Já”, mutirão de militantes destacado para difundir as ideias do partido. O objetivo da legenda, além de eleger presidente da República e governadores, é emplacar uma bancada de 30 deputados federais em 2018.

Nascido no Rio de Janeiro em 22 de outubro de 1062 (55 anos), João Dionisio Filgueira Barreto Amoedo é formado em Engenharia e Administração de Empresas e presidiu o Partido Novo entre setembro de 2015 e junho deste ano. No currículo, passagens pelo Citibank, pelo grupo BBA-Creditansalt e pela financeira Fináustria. Também foi vice-presidente do Unibanco, integrou o Conselho de Administração do Itaú-BBA e, atualmente, compõe o Conselho de Administração da João Fortes desde 2011.

Veja o vídeo institucional do partido:

 

 

<< Presidente do Podemos-RJ, Romário anuncia expulsão de deputados que apoiaram soltura de Picciani

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!