Para PSDB, “Dilma fala o que lhe convém”

Líder do partido rebate declarações positivas sobre a situação econômica e fala que governo precisa dar "respostas efetivas" aos protestos, sobretudo na área de saúde

O líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio, reagiu agora à noite às declarações positivas feitas pela presidenta Dilma Rousseff hoje sobre a situação da economia brasileira.

Na opinião dele, Dilma “diz exaustivamente que a inflação está sob controle, que criou empregos, que a economia irá crescer mais este ano, mas não apresenta respostas efetivas às manifestações das ruas”.

“Os investimentos na saúde, setor que é uma das maiores preocupações dos brasileiros, não saem do papel. Lançar um programa, com nome de efeito apenas para ação de marketing, não resolve o problema. Mais do que discurso, a população espera ações efetivas”, criticou ele.

Para Carlos Sampaio, a economia não vai tão bem quanto Dilma quer fazer crer. Ele dá como exemplos a inflação acumulada dos últimos 12 meses (6,27%), “ainda muito alta”, e o baixo nível de crescimento econômico.

Ele também critica a atuação do governo na área da saúde, setor em que o percentual de participação da União nos recursos utilizados caiu de 52,1% em 2002 para 44,3% em 2011. Conforme a Assessoria de Orçamento da Liderança do PSDB na Câmara, do total de R$ 1,3 bilhão autorizado para unidades de saúde, nenhum centavo foi pago até 31 de julho.

Veja também:

Dilma considera superada ameaça inflacionária

Outros textos sobre a economia brasileira

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!