Para emplacar pauta, Temer e Renan articulam jantar no Alvorada com senadores da base aliada

Considerada a principal medida de seu governo, presidente repetirá a fórmula utilizada na Câmara para a votação da PEC 241 e reunirá senadores da base aliada em um jantar no Palácio da Alvorada para reforçar a importância de sua aprovação

O presidente Michel Temer vai repetir a fórmula utilizada na Câmara para a votação da PEC 241, que estabelece limites para os gastos públicos da União por 20 anos. Considerada a principal medida de seu governo, o peemedebista se reunirá nesta quarta-feira (26) com senadores da base aliada em um jantar, no Palácio da Alvorada, para reforçar a importância de sua aprovação.

Embora a assessoria do Planalto não confirme a agenda, reportagem da Folha de S.Paulo diz que o presidente espera, com o encontro, acelerar a tramitação da proposta no Senado. A previsão é de que a medida chegue na quarta-feira pela manhã no Senado, após a votação em segundo turno na Câmara nesta terça-feira (25), quando o governo espera ver a medida aprovada com placar ainda maior do que no primeiro turno - 366 votos a 111.

A Casa comandada por Renan Calheiros (PMDB-AL) já estabeleceu um cronograma de atividades. Temer e Renan conversaram neste domingo (23) sobre a votação da medida. O Planalto espera ver a votação concluída na segunda Casa até o início de dezembro, no máximo.

A conversa entre os peemedebistas neste domingo também serviu para tentar amenizar o clima de desconforto gerado pela declaração do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, que apoiou a operação da Polícia Federal na última sexta-feira (21), que prendeu provisoriamente quatro policiais legislativos. Renan não ficou satisfeito com a fala do ministro e reclamou com o Planalto. Alexandre de Moraes teve que ligar para o presidente do Senado para explicar as declarações, sob orientação de Temer.

Câmara

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), promove na noite desta segunda-feira (24), um coquetel aberto a cerca de 300 deputados para pedir empenho na aprovação, em segundo turno, da proposta de emenda à Constituição (PEC 241/16) que limita os gastos da União pelos próximos 20 anos. O presidente Michel Temer e ministros do núcleo político também confirmaram presença no encontro, marcado na residência oficial da Presidência da Câmara. Ontem à noite Temer e Maia se reuniram, no Palácio da Alvorada, para discutir o encaminhamento da votação.

Leia a reportagem no jornal Folha de S.Paulo

Mais sobre PEC 241

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!