Para apoiar Patrus, PMDB pede outro ministério

PMDB pede outro ministério
A bancada do PMDB de Minas incluiu na pauta de acordo com o PT o pedido de um ministério, na virada do ano, para que fechasse apoio ao candidato Patrus Ananias à Prefeitura de Belo Horizonte. O deputado Leonardo Quintão era o nome do PMDB, mas foi preterido em prol do acordo. “Houve uma sinalização do partido de que a bancada está abandonada, precisa de um representante (na Esplanada)”, revela Quintão. “É uma demanda do partido inteiro, que já teve sete importantes ministérios no governo Lula”, complementa.

Antonio Cruz/ABr

Sonho
Na surdina, o PMDB quer o Ministério dos Transportes. O último ministro mineiro do PMDB foi Hélio Costa (Comunicações). Afastado da política, é conselheiro da Oi.

BH-Alvorada
O PMDB lembrou o potencial de Quintão, que foi ao segundo turno contra Marcio de Lacerda em 2008. A cúpula fez o pedido de ministério chegar à presidente Dilma.

Cota pessoal
Os pemedebistas mineiros lembram que o estado é o segundo maior colégio eleitoral do País, mas está subrepresentado. O único mineiro, Fernando Pimentel, é da cota de Dilma.

O e-mail da Infraero
A situação desesperadora de funcionários da Infraero com medo de demissão pelos novos donos de três aeroportos fez o presidente da estatal, Gustavo do Vale, enviar um e-mail para todas as categorias. Negou que haja ‘jogadas’ da cúpula contra servidores e reforçou que ‘que não existe qualquer decisão tomada’ sobre novas concessões.

Ainda estatal
Vale destaca ainda que não há interesse do governo em privatização, e “que todos os estudos existentes no momento (…) são no sentido do fortalecimento da Infraero como empresa pública”.

Pegou mal & vai mal
Não sobrou só para o funcionário que postou o vídeo comparando José Serra (PSDB) a Hitler no site da campanha. Toda a estratégia de comunicação de Fernando Haddad (PT) está em revisão. A cobrança é que ele precisa decolar na TV.

É logo ali
Uma das sedes da Copa, Manaus quer atrair os vizinhos colombianos para o seu estádio. A Amazonastur e a Embratur promoveram a cidade em Bogotá.

Enfim
Anda tão difícil agendar encontro com a presidente Dilma que só na quarta-feira o ministro dos Portos, Leônidas Cristino, teve a primeira audiência do ano.

2020
O COI já analisa as candidatas dos Jogos de 2020. A Itália candidatou Roma, em lugar de Veneza, mas ambas sofrem resistências para obras. A primeira, pelo excesso de parques arqueológicos. A segunda, porque sobra água.

Foguete
A Ucrânia cumpriu o acordo e mandou os equipamentos para completar o foguete Cyclone 4. Foram 27 carretas com material transportado em fila do Porto de Itaguaí (RJ) para a Base de Alcântara (MA).

Paz no campo
A pressão dos fumicultores surtiu efeito. O vice-presidente Michel Temer recebeu os produtores de tabaco do Sul e vai interceder junto ao BC na tentativa de rever a resolução que restringe o crédito para a turma.

Naco do PIB
O setor reclama que não foi consultado pelo governo. A cadeia produtiva do tabaco soma 2,5 milhões de trabalhadores, 187 mil famílias em 704 cidades da Região Sul. Movimenta R$ 10 bilhões por ano.

Cadê?
A UNE, que recebeu milhões do PT nos últimos anos, não apareceu ainda na porta do STF, onde se julga o Mensalão envolvendo deputados da base governista.

Medalhas históricas
O que se diz em Londres é que os irmãos Falcão, um deles na final do boxe e outro medalha de bronze, chegaram lá com muito treino, talento e socos em pedras. Merecidamente.

Ponto Final
Do jeito que o Brasil vai, só na base da porrada mesmo para ganharmos um Ouro.

Com Marcos Seabra
www.colunaesplanada.com.br
contato@colunaesplanada.com.br
Twitter @leandromazzini

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!